Falta de respeito e consideração pelos nossos irmãos da PC de São Paulo.

 
A atuação da PM é legal e legítima, diante da necessidade de se garantir a ordem e a segurança da população, das autoridades constituídas e do patrimônio.

O confronto é lamentável, diante da condição que se expõe, passando uma falsa aparência de estar uma polícia contra a outra e, em especial, por conta dos feridos.

A atuação dos sindicatos e de alguns policiais, isoladamente, é criminosa, quando incita os policiais civis em greve a investirem contra os policiais fardados, ruduzindo as vidas humanas ali presentes à mera massa de manobra, forçando a Força Pública a atuar para conter membros de uma instituição que é irmã e padece dos mesmos males.

Já a atuação do governo é um acinte, pois além de pagar salários miseráveis, sequer aceitou receber os representantes da categoria em greve, possibilitando que a situação chegasse onde chegou.

O video abaixo (do G-1) mostra momentos em que os policiais em greve furam o bloqueio policial e experimentam a reação da PMESP para conte-los. São cenas lamentáveis.

Por enquanto, deixo os leitores somente com esse video. Aguardarei a repercussão do fato que, certamente, vai romper as fronteiras do país e gerar comentários internacionalmente, mostrando para o mundo o quão sofrido é o policial brasileiro.
Fonte:http://segurancapublica.net/?p=1177
foto: Agência Estado

Orientações sobre o bolsa formação.

Prezados (as) alunos (as), Inicialmente, queremos parabenizá-los pelos esforços envidados para especializarem-se. Além disto, orientá-los sobre a relação existente entre EAD e o Projeto Bolsa Formação: O sistema que administra os cursos do EAD é distinto do sistema que administra o Projeto Bolsa Formação, logo, é necessário realizar dois cadastros diferentes; O endereço do site para cadastro no Bolsa Formação é http://www.mj.gov.br/pronasci. É necessário preencher todos os campos e por fim, solicitar a bolsa. Todas as informações preenchidas no cadastramento do Projeto são de exclusiva responsabilidade dos profissionais e a veracidade destas são imprescindíveis para o recebimento do benefício; A senha de acesso ambiente dos cursos não é mesma senha de acesso ao SisFor (Sistema Nacional do Projeto Bolsa Formação), a não ser que se faça a opção por mantê-las idênticas, após o cadastro; Estar cursando um dos cursos ou ter pelo menos um deles concluído em 2008 é apenas uma das condicionalidades para adesão ao Projeto. Em hipótese alguma os profissionais que não se cadastrarem no SisFor receberão o benefício. Só serão admitidos os cadastros que atenderem a todas as condições prescritas e que forem submetidos à verificação, validação e homologação respectivamente pelos Representantes Institucionais, os Gestores Estaduais e a Gestores Federais. Após a validação dos Gestores Federais os cadastros serão enviados à CEF onde ocorrerá atualização ou atribuição do número de NIS (Numeração de Identificação Social), numeração específica vinculada a todos os pagamentos de benefícios do Governo Federal, que em regra utiliza-se do PIS ou PASEP. Caso os dados que já existam na CEF estejam diferentes dos dados do cadastro SisFor os benefícios na serão disponibilizados; Os contatos do EAD são através do ambiente do aluno na Rede EAD. Já os contatos com o Projeto Bolsa Formação são através do e-mail: bolsaformacao.senasp@mj.gov.br, ou os telefones: 0xx61 3429-3413 / 3599 / 9468 / 9469; Todas estas informações sobre EAD e o Projeto Bolsa Formação podem ser encontradas descritas no sítio do Ministério da Justiça: http://www.mj.gov.br Atenciosamente, A Coordenação do Bolsa Formação.