“A Pec 300 é muito importante porque os profissionais de segurança precisam ganhar bem”

O Deputado Major Fábio (Democratas-PB) apóia a Pec 300 que busca a equiparação entre os policiais militares dos demais Estados brasileiros com os do Distrito Federal. O Deputado afirma que continuará representando a polícia militar ea segurança pública de todo o País em Brasília. …

Assistam o video.

23 comentários em ““A Pec 300 é muito importante porque os profissionais de segurança precisam ganhar bem”

  1. Aguardamos confiante em Deus e nos Deputados Federais em Especial ao Autor desse Projeto PEC 300 por um resultado positivo e satisfatório onde irá beneficiar toda Família Bombeiros e Policiais Militares do Brasil. Guarabira – PB 31/03/2009 12:50hs

  2. SÓ ASSIM VIVEREMOS(PMS)DIGNAMENTE COM NOSSOS FAMILIARES!!!!ATÉ SONHAR EM COMPRAR UMA CASINHA E SAIR DA FAVELA JÁ PENSEI.DEUS É MAIOR:TENHAM CERTEZA MEUS CAROS E COMPANHEIROS DE FARDA.O ESPÍRITO SANTO ILUMINARÁ AS CABEÇAS DOS SENADORES E OS GRANDES DEPUTADOS QUE LÁ ESTÃO EM BRASÍLIA!!

  3. Já foi feito o pedido de inclusão na ordem do dia da PEC 300 três vezes, a nada ainda!!

    No dia 15 deste mês (15/04/09) o houve um parecer para publicação…

    Vamos aguardar para ver o que dá!

    Imaginem se os governadores vão concordar com a equiparação!! Vão espernear até o último segundo, promovendo a maior pressão aos deputados para que não votem a favor..

  4. Este ano ocorrerão Conferências sobre Segurança Pública nos Municípios, Estados e finalmente em Brasília, momento em que serão encaminhadas propostas discutidas sobre eixos temáticos, sendo um dos eixos: a valorização profissional do agente de segurança. Podemos encaminhar a proposta da PEC 300 nestas Conferências. Mais informações busque: “1ª CONSEG”. Um abraço.
    Eder de Souza – Associação dos Militares Estaduais do Paraná.

  5. A PEC 300 é uma emenda criada pelo ilustre Deputado Arnaldo Faria de Sá que propõe a igualização dos salários dos servidores de segurança publica (Policiais, Bombeiros e etc) à os mesmos que existem no Distrito Federal.

    Essa emenda finalmente foi aprovada nesse ano, após muitos esforços de alguns Deputados, dentre esses estão o Deputado Federal paraibano Major Fábio (DEM) e o Deputado Federal capixaba Capitão Assumção (PSB). Esses deputados precisam do nosso auxilio e força para que essa emenda continue seguindo no caminho correto.

    PEC 300:remuneração dos PMs e BMs dos Estados não poderá ser inferior a da PMDF(Distrito Federal), dê uma força, não precisa ser policial.

    Assista ao video no site youtube no qual o Dep.Federal Capitão Assumção se empenha, assinalando seu empenho à favor da PEC 300.

  6. boa tarde deputado…vossa excelência esqueceu que a policia do Df é mantida pela União, além do mais, é no DF que são tomadas todas as decisoes políticas envolvendo os Estados e Municipios. isso justifica o melhor soldo dos policiais do Df em relacao as demais policias.grato ricardo DF

  7. vamos lutar juntos para aprovação da pec 300!temos que ser otimistas ,acreditar que poderemos ser vencedores. vamos presionr atravez de imaile telefonemas para os deputados. vamos divugar diariamente para que novos companheiros abrasem a nosa causa!

  8. A vontade de punir não pode ser maior do que a de fazer justiça.

    Meu nome é Mike, Moro no planeta Vênus e sou funcionário público de uma grande empresa estadual deste planeta, a qual tem mais de 40 mil funcionários na ativa.
    Há alguns dias, estava eu lendo as publicações oficiais da empresa, especialmente as que tratam
    dos recursos interpostos pelos funcionários em vista de alguma punição. Confesso que há muito
    não lia essas publicações, pois em seu teor cansei de perceber parcialidade e injustiças. Mas lá
    estava eu lendo os “diários oficiais” da empresa…
    Bom, os atos da empresa devem ser motivados. O diretor não pode decidir sob o argumento de
    “não, porque não”, ou do “não, porque não quero”. Pelo princípio da motivação, o diretor deve
    decidir explicitando as razões de fato e de direito. Esse princípio foi criado pela Constituição
    Estadual Venusiana para evitar arbitrariedades. Diz uma máxima que, “num Estado
    Democrático de Direito, o que impera é a vontade impessoal da Lei, não a vontade individual
    da autoridade julgadora.” Trazendo essa máxima para o princípio da motivação, temos que os
    mandamentos da Lei estão acima da vontade individual do diretor.
    Ocorre que a empresa está usando o princípio da motivação de maneira ardilosa, torpe, vil,
    insidiosa. Eu fico indignado quando percebo esses tipos de “manobras”. Por isso não lia os
    “diários oficiais”. Não consigo dormir revoltado.
    Eu poderia citar muitos exemplos dessas “manobras”, dessa deturpação ou até falta de
    motivação, mas vou citar apenas dois.
    O Tribunal de Justiça, mediante decisão de seus magistrados, decidiu que a
    pretensão da empresa de punir o funcionário prescreve em dois anos a contar da data do fato.
    Nesse sentido, já existe uma Declaração de Inconstitucionalidade, uma Uniformização de
    Jurisprudência e uma série de decisões. Em face desse prazo prescricional, muitos funcionários
    interpuseram, no âmbito interno da empresa, recursos visando a anulação do ato punitivo.
    Ocorrendo, de fato, a prescrição, presumir-se-ia que a empresa deferisse os recursos, declarando
    sem efeito a punição, certo? Certo, presumir-se-ia… Contudo, a empresa indefere todos os
    recursos. E sabe como ela motiva essa decisão? “Motiva” baseando num trecho de um voto de
    um magistrado num único julgamento. Ora, isso não é motivação. É manipulação, “jogo sujo”,
    uma afronta ao Estado Democrático de Direito, uma maneira ardilosa, desarrazoada, para
    indeferir os recursos. Eu já disse, mas não custa nada repetir, que já existe uma Declaração de
    Inconstitucionalidade e uma Uniformização de Jurisprudência dispondo de forma clara,
    inequívoca e incontestável que a pretensão de punir o funcionário prescreve em dois anos a
    contar da data do fato. Mas, ao que parece, contrariando a Justiça, a empresa não quer
    reconhecer que foi ineficiente e incompetente em não punir, efetivamente, o funcionário em
    dois anos. E dois anos é muita coisa… É prazo mais do que suficiente…
    O exemplo acima demonstra uma maneira oblíqua de motivar os atos. No exemplo a seguir,
    creio que nem se possa chamar de motivação. Vejamos. O funcionário é acusado de violar uma
    norma da empresa. Ele se defende, argumento razões de fato e de direito. Pelo princípio da
    motivação, esperar-se-ia que a empresa rebatesse, refutasse, todos os argumentos suscitados
    pelo acusado, certo? Certo, esperar-se-ia… Todavia, não é isto que vejo. O que vejo é um cômodo
    e arbitrário CTRL+C e CTRL+V o conhecido copia e cola: “As alegações do acusado não se enquadram nas causas de justificação e não elidem as acusações a ele imputadas”. Eu pergunto: Isso é motivação? Isso é refutar? Ou é copiar e colar? Estranho, porque existe uma resolução da própria empresa que preceitua que todos os argumentos alinhavados pela defesa devem ser rebatidos. Copiar e colar é rebater. Talvez seja, sim, rebater; rebater para bem longe, para décadas passadas, decadas ditadoriais…
    Às vezes, eu me pergunto: Será que os diretores da empresa não temem incorrer no crime de
    improbidade gerencial? Mas logo eu chego a conclusão de que eles não se preocupam, pois vão
    alegar que os atos decisórios foram devidamente motivados. Motivados? Dessa forma oblíqua?
    Brincadeira… Onde está a seriedade da empresa? Onde está o respeito ao Estado Democrático
    de Direito?
    Quem transgrediu as normas deve ser punido. Tenho para mim que fazer justiça não é “passar a
    mão na cabeça” nem acobertar os erros de quem quer que seja. Porém, a punição deve se dar em
    conformidade com a Lei, com o Direito. A vontade de punir jamais pode ser maior do que a de
    fazer justiça. De outra forma, estaríamos voltando aos tempos fascistas.
    Outro dia, eu e dois funcionários estávamos conversando sobre os processos e procedimentos
    punitivos da empresa. Concluímos, por unanimidade, que a maioria desses expedientes tem
    algum vício de forma ou de direito, de maior ou menor proporção. Alguns estão completamente
    eivados de vícios e teriam que ser declarados nulos “ex-ofício”. Mas não são. Sabe por quê?
    Primeiro, porque a empresa é intransigente em admitir seus próprios erros, sua incompetência e
    sua ineficiência. Segundo, porque a vontade de punir é maior do que a de fazer justiça. A vontade da empresa de punir é tão grande que ela excede o direito de regulamentar e passa a
    legislar, o que lhe é defeso. A empresa não pode legislar; pode apenas regulamentar. Mas legisla,
    e legisla em manifesta afronta à Carta Magna Venusiana e à legislação infraconstitucional.
    Legisla, muitas vezes, de forma absurda, violando princípios que ela deveria observar, como os
    princípios da impessoalidade, da razoabilidade, da moralidade, da eficiência, etc.
    A empresa subestima a inteligência de seus funcionários… Ela acha que somos cegos. Não, não
    somos cegos. Fomos adestrados, nos cursos, a ficar sempre calados, a baixar a
    cabeça e dizer sempre “muito obrigado”.
    Minha mãe me dizia: “Filho, se é para fazer, então faça bem feito.” Eu digo para a empresa: Se é
    para punir, puna respeitando a Carta Magna Venusiana, a legislação, o devido processo legal, as
    formalidades convencionadas, a Justiça, os princípios da ampla defesa e do contraditório. Puna
    motivando a decisão, explicitando os fundamentos de fato e de direito, refutando coerentemente
    as teses da defesa. Não manipule, não faça “jogo sujo”. Haja com probidade. Se for para fazer,
    que faça bem feito. E se errou, se foi incompetente, ineficiente, admita! A vontade de punir não
    pode ser maior do que a de fazer JUSTIÇA!

    Nota: Esta é uma obra de ficção. Nomes, personagens, fatos e lugares são frutos da imaginação
    deste autor e usados de modo fictício. Qualquer semelhança com fatos reais ou qualquer pessoa,
    viva ou morta, é mera coincidência.

    “É livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,
    independentemente de censura ou licença” – Inciso IX do artigo 5º da Constituição
    Federal.

    Alexandre, Cb PM

  9. UMA IDÉIA QUE ESTÁ GANHANDO CORPO!

    Atenção, policiais militares!
    Atenção, policiais militares no próximo dia 24 de Dezembro de 2009 estamos convocando todos os policiais militares do Brasil para não trabalharem, isso mesmo, deixar a população do Brasil inteiro sem segurança.

    E porque fazer isso?

    Muito bem, vamos aos fatos:

    – A Polícia Federal alem de ganhar todos os louros da imprensa e da população, é muito bem remunerada o que possibilita a execução do trabalho de forma digna, o que é de se esperar já que arriscam a vida todos os dias, imagina se eles resolvem fazer greve o que ia virar o Brasil?

    – A Polícia Civil com seu trabalho difícil, ganha melhor que a maioria das policias militares e também arrisca a sua vida todos os dias, imagina se eles resolvem fazer greve o que ia virar o Brasil?

    – O Exercito instituição respeitada, centenária e organizada, imagina se eles resolvem fazer greve o que ia virar o Brasil?

    – As Polícias Militares não tem o que reclamar, pois além de não arriscar a vida na segurança direta da população, ganha muito bem e tem a sua valorização todos os dias pela imprensa, população e pelos seus governantes. Brincadeiras a parte, as PM´s não tem direito a sindicalização, ou seja, não existe nenhuma organização que brigue pelas corporações, por salários melhores, jornadas de trabalho justas e condições melhores de trabalho. Também não podemos fazer greves, ou seja, ninguém repara na nossa existência e nem nos dá valor, porque sempre que as pessoas (sociedade) precisam, nós estamos lá.

    Imaginem agora policiais militares se todos nos resolvêssemos parar por um dia? Quem iria proteger a sociedade contra a criminalidade? A polícia Federal? Civil? O Exército? RISOS!!! Exatamente como os senhores pensaram, ninguém pode nos substituir, os senhores estão vendo como somos importantes e fortes, como tudo depende da atuação da polícia militar?

    Se ainda não conseguiram enxergar vamos a algumas situações que sofrerão com a parada das polícias militares: não faremos patrulhamento ostensivo, não atenderemos ocorrências, não atenderemos os acidentes nas cidades nem nas rodovias, não faremos escoltas, não faremos a fiscalização e organização do trânsito, não prenderemos condutores alcoolizados (vai dar pra beber a vontade), não cuidaremos das escolas, não faremos a segurança dos presídios, muito menos das delegacias, não conteremos rebeliões nem fugas, não vamos cumprir ordens judiciais, não prenderemos traficantes, quadrilhas, estupradores, assaltantes, não protegeremos o meio ambiente (árvores, palmito, peixes, animais silvestres), não atenderemos incêndios, não atenderemos emergências com o SIATE, não socorreremos acidentados, não faremos a segurança das autoridades (governadores, juízes, promotores), nem das instituições (fóruns, assembléias), nem dos eventos(shows, jogos esportivos), ou seja, não vai ter júri, não vai ter sessão plenária, não vai ter Futebol, já pensaram no 190 mudo? Sem ninguém pra atender? Já pensaram quem vai socorrer a população no momento de desespero?

    Imagine o dia 24 de Dezembro de 2009, véspera do natal e DIA DO CADA UM POR SI, como vai estar o movimento do comércio em todas as cidades, e o movimento nas rodovias, e o movimento nas cidades turísticas e as pessoas que gostam de visitar os seus parentes como vão fazer? Abandonar os seus lares a sorte?

    A PM não vai estar lá para proteger, ela estará mostrando o seu valor, mostrando que atrás de uma farda existe um cidadão que pertence a uma família e possui necessidades como todos os outros, mostrando o motivo porque merece respeito e reconhecimento, e ainda poderemos passar o primeiro natal com a nossa família, já que todos os anos passamos trabalhando nesta data para propiciar a todos uma verdadeira sensação de segurança.

    Precisamos chamar a atenção da sociedade:
    – merecemos melhores salários;
    – turnos de trabalhos justos,
    – equipamentos modernos;
    – fardamento novo, bonito, respeito…. Só assim conseguimos aparecer…

    ADOTE ESTA IDÉIA “DIA DO CADA UM POR SI”, e repasse este e-mail para todas as pessoas possíveis, bem como coloque na relação abaixo a instituição a qual você pertence.

    Como sugestão opinamos para que os comandantes gerais possam dar dispensa para todos os policiais nesse dia, ai não teremos nada de ilegal.

    “Nos Polícias Militares somos iguais aos elefantes, pois igualmente aos animais, nos deixamos dominar, sem saber aproveitar a força que temos.”

    “SÓ NÃO VENCE AQUELE QUE NÃO TENTA”. (JGMA)

    “PARA OBTER ALGO QUE NUNCA TEVE, PRECISA FAZER ALGO QUE NUNCA FEZ”. (Chico Xavier)

    Relação de Instituições que apóiam o DIA DO CADA UM POR SI:1 – Polícia Militar do Paraná; (AVANTE, PMPR!!!)

    =====================================================================
    1) Polícia Militar do Paraná
    2) Polícia Militar de Minas Gerais
    3) Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro
    4) Polícia Militar do Pará
    5)Policia Militar de Pernambuco
    UMA IDÉIA QUE ESTÁ GANHANDO CORPO!

    Atenção, policiais militares!
    Atenção, policiais militares no próximo dia 24 de Dezembro de 2009 estamos convocando todos os policiais militares do Brasil para não trabalharem, isso mesmo, deixar a população do Brasil inteiro sem segurança.

    E porque fazer isso?

    Muito bem, vamos aos fatos:

    – A Polícia Federal alem de ganhar todos os louros da imprensa e da população, é muito bem remunerada o que possibilita a execução do trabalho de forma digna, o que é de se esperar já que arriscam a vida todos os dias, imagina se eles resolvem fazer greve o que ia virar o Brasil?

    – A Polícia Civil com seu trabalho difícil, ganha melhor que a maioria das policias militares e também arrisca a sua vida todos os dias, imagina se eles resolvem fazer greve o que ia virar o Brasil?

    – O Exercito instituição respeitada, centenária e organizada, imagina se eles resolvem fazer greve o que ia virar o Brasil?

    – As Polícias Militares não tem o que reclamar, pois além de não arriscar a vida na segurança direta da população, ganha muito bem e tem a sua valorização todos os dias pela imprensa, população e pelos seus governantes. Brincadeiras a parte, as PM´s não tem direito a sindicalização, ou seja, não existe nenhuma organização que brigue pelas corporações, por salários melhores, jornadas de trabalho justas e condições melhores de trabalho. Também não podemos fazer greves, ou seja, ninguém repara na nossa existência e nem nos dá valor, porque sempre que as pessoas (sociedade) precisam, nós estamos lá.

    Imaginem agora policiais militares se todos nos resolvêssemos parar por um dia? Quem iria proteger a sociedade contra a criminalidade? A polícia Federal? Civil? O Exército? RISOS!!! Exatamente como os senhores pensaram, ninguém pode nos substituir, os senhores estão vendo como somos importantes e fortes, como tudo depende da atuação da polícia militar?

    Se ainda não conseguiram enxergar vamos a algumas situações que sofrerão com a parada das polícias militares: não faremos patrulhamento ostensivo, não atenderemos ocorrências, não atenderemos os acidentes nas cidades nem nas rodovias, não faremos escoltas, não faremos a fiscalização e organização do trânsito, não prenderemos condutores alcoolizados (vai dar pra beber a vontade), não cuidaremos das escolas, não faremos a segurança dos presídios, muito menos das delegacias, não conteremos rebeliões nem fugas, não vamos cumprir ordens judiciais, não prenderemos traficantes, quadrilhas, estupradores, assaltantes, não protegeremos o meio ambiente (árvores, palmito, peixes, animais silvestres), não atenderemos incêndios, não atenderemos emergências com o SIATE, não socorreremos acidentados, não faremos a segurança das autoridades (governadores, juízes, promotores), nem das instituições (fóruns, assembléias), nem dos eventos(shows, jogos esportivos), ou seja, não vai ter júri, não vai ter sessão plenária, não vai ter Futebol, já pensaram no 190 mudo? Sem ninguém pra atender? Já pensaram quem vai socorrer a população no momento de desespero?

    Imagine o dia 24 de Dezembro de 2009, véspera do natal e DIA DO CADA UM POR SI, como vai estar o movimento do comércio em todas as cidades, e o movimento nas rodovias, e o movimento nas cidades turísticas e as pessoas que gostam de visitar os seus parentes como vão fazer? Abandonar os seus lares a sorte?

    A PM não vai estar lá para proteger, ela estará mostrando o seu valor, mostrando que atrás de uma farda existe um cidadão que pertence a uma família e possui necessidades como todos os outros, mostrando o motivo porque merece respeito e reconhecimento, e ainda poderemos passar o primeiro natal com a nossa família, já que todos os anos passamos trabalhando nesta data para propiciar a todos uma verdadeira sensação de segurança.

    Precisamos chamar a atenção da sociedade:
    – merecemos melhores salários;
    – turnos de trabalhos justos,
    – equipamentos modernos;
    – fardamento novo, bonito, respeito…. Só assim conseguimos aparecer…

    ADOTE ESTA IDÉIA “DIA DO CADA UM POR SI”, e repasse este e-mail para todas as pessoas possíveis, bem como coloque na relação abaixo a instituição a qual você pertence.

    Como sugestão opinamos para que os comandantes gerais possam dar dispensa para todos os policiais nesse dia, ai não teremos nada de ilegal.

    “Nos Polícias Militares somos iguais aos elefantes, pois igualmente aos animais, nos deixamos dominar, sem saber aproveitar a força que temos.”

    “SÓ NÃO VENCE AQUELE QUE NÃO TENTA”. (JGMA)

    “PARA OBTER ALGO QUE NUNCA TEVE, PRECISA FAZER ALGO QUE NUNCA FEZ”. (Chico Xavier)

    Relação de Instituições que apóiam o DIA DO CADA UM POR SI:1 – Polícia Militar do Paraná; (AVANTE, PMPR!!!)

    =====================================================================
    1) Polícia Militar do Paraná
    2) Polícia Militar de Minas Gerais
    3) Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro
    4) Polícia Militar do Pará
    5)Policia Militar de Pernambuco

  10. Gostaria de mais informações sobre a PEC 300, até por que sou esposa de um Policial Militar, tudo que vem beneficiar uma família Miliciana é bem vindo, sinto na pele o que é ser esposa de uma classe que não são valorizada nesse País, uma pessoa que faz um juramento doando a própria vida em prol da comunidade e recebe uma salario de miséria.

  11. bom dia “MARJO” eu sou policial do RN, e gostári a de saber do Sr. porque está demorando tanto para ser analizado pela comissão e constituição e justiça, já que faz tanto tempo que foi criada, gostária de saber também qual a possibilidade de ser aprovada ou não, pois nós policiais militares de todo o país estamo muito apreensivos, já que merecemos e temos direitos de ganharmos melhor outra vez que corremos muito riscos de vidas e nossas família merecem melhores condições de vida. por isso “MAJOR”, gostária de pedir ao Sr. mais empenho e força para lutar, pois sabemos que não é facíl mais enquanto existí vida existe esperança. muito obrigado fique com “DEUS”.

  12. PEC 300 SENSIONALISMO/POPULISMO OU REALIDADE:
    É lógico que a proposta de melhorar os soldos/vencimentos de milhares de “soldados e cabos- soldados e cabos somente, e em alguns lugares, sargentos” miseráveis neste imenso Brasil, onde suas mais de 1000 cidades, as vezes possuem renda por habitante menor que um salário criaria grande alvoroço, entretanto clareia-se a realidade; toda proposta que acarrete aumento de vencimentos considerável nos estados deverá ser compatível com a lei de responsabilidade fiscal 101/2000 que também é prevista constitucionalmente, onde proíbe o majoramento sem prévia previsão -deve dizer de onde virá o dinheiro- ou seja deverá então ter uma nova emenda constitucional-PEC- para o caso exclusivo dos MEs- que também seria inconstitucional -princípio da igualdade- e a pergunta: os Estados brasileiros que não conseguem fechar suas contas como arcarão com isso? o governo federal que pagará ? pela lógica será federalizar todas as polícias MEs!! aí sera outra PEC, mais uma!!! melhor seria acabar com as diferenças exorbitantes entre os salários de soldados e oficiais dentro Estados otimizando seus recursos e garantindo a dignidade da grande maioria que trabalha, pois no Brasil “Há castas até dentro das polícias MEs” que impedem que elas sejam vistas como “agentes de segurança” mas sim como soldado, cabo e sargento e lá encima o “oficial” criando um aparato caro e burocrático que favorece somente a criminalidade; melhor e mais correto ainda seria e mais ousada seria a UNIFICAÇÃO DE TODAS AS POLÍCIAS -CIVIL, MILITAR E BOMBEIROS MILITARES, ONDE SERIA UMA FORÇA UNIFICADA DEMOCRÁTICA E MODERNA VOLTADA PARA A ASSISTÊNCIA E A SEGURANÇA DA SOCIEDADE, mas aí “iria de encontro a fidalguia dos interesses do oficialato brasileiro viciados no ócio e nas regalias” seria uma verdadeira revolução na segurança publica do Brasil e com certeza estaria ao alcance dos estados vamos a PEC da UNIFICAÇÃO!!!

  13. devemos lutar por essa pec e ficar atentos a pec 381. Procurem na internet por pec 381 devemos ler para ter ciência sobre o que querem fazer conosco. Querem criar um conselho de segurança apenas com a participação de policiais federais e civis, deixando de fora os policiais militares, bombeiros e policiais rodoviários federais, vamos ficar atentos.

  14. se Deus e por nos quem sera contra nos esta e a minha esperança e gostaria que todos amigos e irmãos da caserna ficassemos contritos a espera desta votação da lei pec 300/80 a justiça sera feita pois jesus sabe das nossas dificuldades e o momento em que estamos pasando com tantas injustiças e falta de reconhecimento a policia militar do rio de janeiro e uma das melhores do brasil quer proficionalmente como disciplinadamente a prova e o sofrimento ate agora sem que os governantes tanto atual quanto os que passaram.Esperamos que a justiça seja feita pedimos aos parlamentares que sensibilisem por esta causa tão justa,obrigado pela oportunidade.

  15. Dignidade salarial já.
    nos fazemos a segurança do povo brasileiro e dos senhores parlamentares.
    Vamos lutar pela aprovação da PEC-300

    1. eu, oro pelas Autoridades para Deus tocar em seus corações para que olhe por se mesmo ,os seus salarios bem remunerados porque não .OBS;poliçia Federal,Poliçia Rodoviaria Federal,PMs descriminados…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s