MEC aprova cursos superiores em segurança pública.

Educação

O Brasil dá hoje um passo histórico rumo à formação em nível superior de profissionais para lidar com segurança pública. Os ministros da Justiça e da Educação assinam hoje os atos de Criação do eixo tecnológico Segurança e inclusão dos Cursos Superiores de Tecnologia em Segurança Pública, em Serviços Penais e em Segurança do Trânsito no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia. Embora estejamos em ano eleitoral, não se pode deixar de valorizar uma medida como essa. A educação ainda é o melhor caminho para se mudar alguma coisa.

Desde 2008 o Ministério da Justiça apresentou ao Ministério da Educação a proposta de criação de novo eixo tecnológico com a denominação de Segurança nos respectivos Catálogos do MEC.

Foram propostas as denominações de três cursos superiores de tecnologia em:

1) Segurança Pública;

2) Serviços Penais;

3) Segurança do Trânsito.

As cargas horárias mínimas serão de 1.600h cada curso superior destinado à graduação de profissionais da área de segurança pública do país.

Esses cursos comporão, com os cursos superiores de tecnologia em Gestão de Segurança Privada e em Segurança no Trabalho, o eixo tecnológico Segurança, no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia. Serão elaboradas publicações para subsidiar os referenciais curriculares e a edição de caderno da série Sintonia, de forma conjunta entre MEC e Ministério da Justiça.

O Ministério da Justiça, por meio de sua assessoria de imprensa, me enviou um email explicando os objetivos desses cursos:

“O Ministério da Justiça com o propósito de aprimorar e fortalecer as Ações Formativas para os Profissionais de Segurança Pública elencou os seguintes objetivos:

a) Formar profissionais para que possam contribuir para a geração e a aplicação de conhecimentos na área, fundamentados em princípios éticos e de cidadania, através de um ensino interdisciplinar relacionado a atividade policial às inovações constitucionais, às demais áreas do conhecimento jurídico e à moderna realidade social, política, econômica e cultural do Brasil.

b) Ampliar as atividades educacionais realizadas pelas Instituições que compõem a Rede Nacional de Altos Estudos em Segurança Pública – RENAESP e fomentar a integração entre as ações dos profissionais de segurança pública e a sociedade, mediante a parceria educacional com Instituições de Ensino Superior em conformidade com o Programa Nacional de Segurança com Cidadania – PRONASCI.

As justificativas para criação do eixo tecnológico Segurança e inclusão dos cursos superiores de tecnologia em Segurança Pública, em Serviços Penais e em Segurança do Trânsito, no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia são transcritos a seguir:

  1. Curso Superior de Tecnologia em Segurança Pública

O tecnólogo em Segurança Pública é o profissional que atua nas áreas de política, gestão, planejamento e técnicas-operacionais no âmbito do sistema de segurança pública, fundamentado nos princípios da cidadania, dos Direitos Humanos e da cultura da paz, em relação às atividades de prevenção e enfrentamento das conflitualidades contemporâneas.

2. Curso Superior de Tecnologia em Serviços Penais

“Este tecnólogo atua na gestão de serviços penitenciários, garantindo a segurança e promovendo a disciplina, a saúde e qualidade de vida, a inserção social do preso, internado e egresso, formulando, propondo e implementando políticas públicas que minimizem os riscos do confinamento. Este profissional define estratégias de prevenção e articulação com serviços externos de assistência, que traduzam em serviço de qualidade para a comunidade, no sentido de diminuir os efeitos do aprisionamento e promovendo as condições necessárias para a reintegração social.

  1. Curso Superior de Tecnologia em Segurança do Trânsito

“O tecnólogo em Segurança do Trânsito planeja, analisa, fiscaliza e executa os serviços definidos pelo Sistema Nacional de Trânsito, centrado no desenvolvimento tecnológico, social e na segurança do trânsito, com respeito ao ser humano e ao meio ambiente. Detém o conhecimento das atribuições dos órgãos de trânsito, no âmbito federal, estadual e municipal, bem como da iniciativa privada. Possui a função de fomentar a conscientização, com a devida reeducação do cidadão, objetivando uma mudança cultural deste, na observância do tema trânsito, como forma de exercício pró-ativo da cidadania.”

Fonte: http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/reporterdecrime/posts/2010/02/08/mec-aprova-cursos-superiores-em-seguranca-publica-264591.asp

4 comentários em “MEC aprova cursos superiores em segurança pública.

  1. camaradas policiais militares, esses cursos superiores vieram a calhar, temos k ser valorizados e respeitados , após formados demonstrar para a sociedade o k somos ,seremos vistos com outros olhos , Avante PMPR , rumo a PEC 300.

    AQUELE QUE CAMINHA SOZINHO PODE ATÉ CHEGAR MAIS RÁPIDO….MAIS AQUELE QUE VAI ACOMPANHADO COM CERTEZA CHEGARÁ MAIS LONGE.

  2. SP 01/003/2010

    Att.
    Sr Coordenador do curso de Tecnologia de Gestão em Segurança Publica, o Conselho Regional de Administração dos Estados por determinação do Conselho Federal, determinou que algumas profissões de Tecnologos poderão obter o registro,mas o curso de Segurança Publica não esta dentro deste catalago.
    Desta maneira, solicito que V.Sª através dos conhecimentos que tem,solicite a reitoria e alunos e ex-alunos que enviem um email ao MEC e ao CRA do seu respectivo estado para autorizar a inscrição destes profissionais.
    Onde estudei na Universidade São Marcos em São Paulo e nesta data tentei o registro e fui indeferido devido não existir no catalago do mec e do CRA.
    Fico no aguardo para informações e novidades;

    Atnciosamente,
    JOSÉ RONALDO GONÇALVES

  3. Prezados Senhores, cursando a escola de formação de Sargentos da Polícia Militar do Estado de Sao Paulo, 1983, tendo participado de todas as aulas e tendo mais que o tempo de carga horaria exigivel, gostaria de saber, se os formando antigos terão o mesmo direito como determina a constituição Federativa do Brasil, ou teremos que fazer alguma suplementação para a consagração do direito constituido no Pais.

  4. Cabe ainda registrar o fato de que muitos são formados tanto pela escola Superior de Sargentos na data citada, com são formados, como este o é, na matéria de transito urbano e rodoviario , duotrina esta ministrada pelo Comando de Policiamento Rodoviario do Estado de Sao Pulo, conforme rege a carta Magne, nova Lei não retroagirá para prejudicar o cidadõ, sendo que o inverso não é verdadeiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s