“JULGANDO PESSOAS”

Essa é boa, principalmente para nós que estamos todos os dias trabalhando com pessoas.

Uma senhora ia fazer uma viagem de avião e, no caminho da sala de embarque, resolveu comprar uma revista e um pacote de biscoitos.
Já na sala, sentou-se numa poltrona para descansar e ler um pouco enquanto o vôo não era chamado.
Ao Lado dela, sentou-se um homem e, quando ela pegou o primeiro biscoito, ele também pegou um. A senhora sentiu-se ultrajada, mas não disse nada e apenas pensou: “Que sujeito abusado e atrevido”.
A cada biscoito que ela pegava, o homem também pegava um e a senhora ia ficando tão irada que não conseguia reagir, e seu rosto crispado deixava á mostra toda a sua revolta com aquele homem.
Restava apenas um biscoito e ela pensou: “O que esse cara vai fazer agora”?
E então o homem pegou o biscoito e partiu-o ao meio deixando a outra metade para ela. Ela não suportando mais aquela situação, fechou a revista com fúria, pegou sua bolsa e dirigiu-se ao embarque.
Já dentro do avião, ela sentou-se á sua poltrona e, para sua surpresa, seu pacote de biscoitos estava intacto em sua bolsa. A vergonha e sentimento de culpa vieram á tona no vermelho da sua face e não havia mais como se desculpar.
O homem havia dividido os biscoitos dele sem se sentir revoltado ou indignado enquanto ela bufava de ódio por julgar errada a situação.
Jamais devemos fazer julgamento de coisas ou pessoas, pois corremos o risco de julgá-las conforme nossas tendências, sempre próprias e parciais

Anúncios

Candidatos aos cargos de Soldado do Corpo de Bombeiros e da PM são convocados para exame.

Os candidatos ao cargo de Soldado do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Militar classificados na Prova Objetiva, foram convocados para o exame de saúde e odontológico. A convocação para a segunda fase destes dois cargos no Concurso Público do Governo do Estado foi publicada no Diário Oficial Eletrônico que circula nesta quinta-feira (29.07).

O edital de convocação está disponível no site da Imprensa Oficial de Mato Grosso (www.iomat.mt.gov.br), Concurso Público (www.concurso.mt.gov.br) e Universidade do Estado de Mato Grosso (www.unemat.br).

O exame de saúde e odontológico será realizado em Cuiabá, de 09 a 13 de agosto, na Diretoria de Saúde da Polícia Militar, localizada na Rua Projetada, s/n, bairro Paiaguás (ao lado do Detran/MT). Os horários e datas variam de acordo com a ordem alfabética e o pólo de concorrência.

No dia da prova, os candidatos deverão chegar com uma hora de antecedência e portar o documento oficial de identificação, contendo assinatura e fotografia. Quem não comparecer no local, na data e horário indicado na convocação, será eliminado do concurso.

Ao se apresentar, o candidato receberá uma senha correspondente à ordem de sua apresentação. Após a identificação, nenhum candidato poderá se retirar do local de realização do exame sem autorização e acompanhamento da fiscalização. O descumprimento implica na eliminação do candidato.

EXAMES

O edital complementar 25, publicado no Diário Oficial desta quinta-feira, exclui alguns exames médicos e altera a investigação social para os cargos de Soldado do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Militar.

No edital complementar ficou definido que foram convocados para o exame de Saúde e Odontológico e para entrega dos documentos, somente os candidatos não eliminados na prova objetiva e classificados em ordem decrescente do total de pontos na prova objetiva, dentro de duas vezes o número de vagas do cargo por polo de lotação.

Para ser submetido ao Exame de Saúde, o candidato deverá providenciar os exames e apresentar na Perícia Médica, os exames: eletrocardiograma com avaliação cardiológica, abreugrafia ou RX de tórax, Machado Guerreiro, urina (EAS), glicemia, uréia no sangue, hemograma completo, creatinina, colesterol, ABO + RH, sorologia para Lues ou VDRL, ácido úrico, além do atestado médico que comprove a condição física do candidato para se submeter ao teste de aptidão física.

Com a alteração do edital, não será mais exigido a apresentação de alguns exames: eletroencefalograma com avaliação neurológica, exame oftalmológico – laudo completo, exame auditivo e ultrasom Abdominal.

O candidato deverá entregar o resultado de testes Toxicológicos somente na quinta fase (investigação social), observando algumas orientações: O resultado do exame para detecção do uso de drogas ilícitas ficará restrito a Comissão de Investigação Social, que obedecerá ao que prescreve a norma referente à salvaguarda de documentos classificados, sob pena de responsabilidades, conforme legislação vigente.

Será eliminado do concurso, o candidato que não entregar no momento da identificação para realização do exame de saúde, toda a documentação exigida.

PRÓXIMAS FASES

A data, local e horário de realização do teste de aptidão física, da avaliação psicológica e entrega de documentos da investigação social serão divulgados em edital complementar de convocação.

Somente serão convocados para a entrega dos documentos da investigação social, os candidatos considerados recomendados na avaliação psicológica. Os candidatos deverão apresentar nesta fase, o resultado dos testes toxicológicos. Será eliminado do concurso, o candidato que não entregar os documentos ou for considerado não-recomendado na Investigação Social.

O resultado da investigação social será divulgado até o término do Curso de Formação. Os candidatos recomendados na Avaliação Psicológica e classificados em ordem decrescente do total de pontos na prova objetiva, dentro o número de vagas do cargo por polo de lotação, serão convocados para matrícula no Curso de Formação de Soldados.

ROTAM prende quadrilha de roubos a caixa eletrônicos em Cuiabá.

Mais uma quadrilha de assaltantes a caixas eletrônicos foi desarticulada em Cuiabá na noite desta sexta-feira (30). A quadrilha foi surpreendida pelos Policiais da Rotam ainda no momento em que efetuavam o roubo a um caixa eletrônico localizado na drogaria Express na avenida Mato Grosso no bairro Araés em Cuiabá. Eles já tinham arrombado a porta do estabelecimento e também o caixa.

Houve trocas de tiros entre Policiais e bandidos onde um dos assaltantes foi baleado na perna.

Ao todo foram presas oito pessoas integrantes da quadrilha, algumas delas inclusive com mandados de prisão em aberto por homicídio. Duas armas também foram apreendidas com o bandidos. Uma pistola taurus 380 e um revólver calibre 38. As informações iniciais repassadas pelo Capitão Guimarães informam que os presos foram encaminhados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil da Capital para ser efetuada a ocorrência.

Carta de uma esposa de policial.

Sou esposa de POLICIAL, e às vezes sou agraciada com uma ou outra cartinha de um superior elogiando um grande feito do meu marido.

Mas querem saber?

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por deixá-lo patrulhar todas as residências alheias numa noite chuvosa e fria… menos o próprio lar aconchegante;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por ter que passar Natais e Anos Novos sem o pai dos meus filhos, mas mesmo assim fazê-los acreditar que Papai Noel existe em todas as casas;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por segurar o choro de emoção ao ouvir sozinha o coraçãozinho do meu primeiro filho e me convencer que o seu pai precisava estar ausente;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por apoiar e incentivar o homem por trás do policial, forte, imparcial, justo e perseverante;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por passar meus aniversários sozinha pois meu companheiro está uma escala extra num jogo de futebol do qual nem participam os times que torcemos;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO das entidades de preservação dos direitos humanos pela vida de um policial militar que se perdeu num confronto com todas espécies de bandidos cujas vidas parecem valer mais que as próprias almas dos policiais.

Mas nada importa, porque todos os dias ouço um “OBRIGADO”, muitas vezes mudo, muitas vezes surdo, mas sempre verdadeiro… Esse obrigado vem do olhar de canseira do meu marido quando se deita, após o raiar dia… vem da sua mão áspera acariciando seu filhinho… vem do sorriso agradecido por ter uma “corporação” na sua casa, na sua família e nos seus amigos.

OBRIGADA SENHOR PELO POLICIAL MILITAR QUE É MEU MARIDO E POR TODOS OS OUTROS QUE VELAM POR NÓS.

E um obrigada orgulhoso a você que teve paciência de ler meu desabafo.

AMÉM!

Cobrapol pede reforço na campanha pela aprovação da PEC 446/09.

A Cobrapol convida todos os seus sindicatos filiados, associações e demais entidades representativas dos policiais civis a fazerem gestões junto aos deputados federais de seus estados para que estes compareçam ao esforço concentrado da Câmara dos Deputados, convocado para os dias e de agosto. Em um desses dias deve ser votada em segundo turno a Proposta de Emenda à Constituição PEC 446/09, que cria o Piso Salarial Nacional para os policiais civis, militares e bombeiros.

O quórum mínimo de parlamentares presentes à sessão plenária é de 309 deputados.

A matéria foi aprovada em primeiro turno no último dia 07 de agosto e recebeu 349 votos favoráveis. A Cobrapol publicou uma lista por estado com o nome de todos os deputados que votaram a favor da PEC e irá repetir a iniciativa quando da votação em segundo turno.

Após aprovada em dois turnos na Câmara, a matéria segue para votação no Senado Federal. Caso não receba nenhuma modificação, o texto segue para promulgação. Pela PEC, o governo terá 180 dias para editar uma lei regulamentando o Piso Salarial Nacional e criando um fundo para ajudar os estados a cumprir o novo piso.

O presidente da Cobrapol, Jânio Bosco Gandra, convida os policiais civis que puderem comparecer ao Congresso no dia da votação para manterem a pressão sobre os parlamentares. “Foi a unidade da categoria que levou à conquista da primeira votação. Agora é preciso intensificar a mobilização para garantir a tramitação da PEC 446/09”, declarou.

Por Giselle do Valle
Fonte: Imprensa Cobrapol

Policia Civil do RS, realiza concurso.

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul vai realizar concurso para 500 vagas na Carreira de Delegado de Polícia, classe inicial, de nível superior.

Os cargos são de Escrivão de Polícia (250) e Inspetor de Polícia (250), com remuneração de R$ 2.055,16 para 40h semanais e dedicação exclusiva.

As inscrições podem ser feitas de 2 a 31 de agosto pelo site www.fdrh.rs.gov.br. A taxa tem o valor de R$ 115,04.

O concurso da Polícia Civil – RS será feito de Provas de Capacitação Intelectual; Prova de Capacitação Física; Sindicância da Vida Pregressa; Exames de Saúde; Avaliação de Aptidão Psicológica e Curso de Formação Profissional

Bombeiro Militar coloca fogo em gato e é denunciado pelo vizinho.

Uma atitude inesperada de um bombeiro virou caso de Polícia em Cuiabá.

O militar Catarino da Cruz Nascimento, 45, foi denunciado por um vizinho, na rua Salgadeira, no bairro Pedra 90, por maus-tratos a um animal. Segundo o morador Isaac Gonçalves Cordeiro, ele estava em casa quando viu um gato em chamas sair correndo da casa de Catarino e atravessar a rua. Ele ficou surpreso com a cena e foi verificar o que era.

Na fuga, o animal caiu em um buraco e, quando Isaac chegou no local, teria se deparado com o bombeiro. Ele relatou à Polícia que ia jogar água para apagar o fogo, mas o acusado teria dito que não. “Ele disse que não era para jogar água porque esse gato era ladrão, tinha furtado o peixe dele”.

Isaac ficou revoltado com a atitude do vizinho e acionou a Polícia. Os 2 foram encaminhados para a Central de Ocorrências, na noite de quarta-feira, e um boletim de ocorrência foi registrado.

Segundo a Polícia Civil, neste caso, é elaborado um Termo de Comunicação de Ocorrência (TCO) e o procedimento é encaminhado para o Juizado Especial, onde o acusado responderá pelos atos.

O crime de maus-tratos a animais está no artigo 32 da Lei 9.605, de 1998, tendo como pena detenção de 3 meses a 1 ano, e multa.

Denuncias de abusos de meninas, contra o prefeito de Dom Aquino aumentam.

Mais 3 vítimas denunciam prefeito.

 Raquel Ferreira Da Redação

 Mais 3 vítimas do prefeito de Dom Aquino (166 km ao sul de Cuiabá), Eduardo Zeferino (PR), procuraram a Promotoria da Infância e Juventude de Cuiabá, elevando para 8 o número de denúncias formais contra o acusado de molestar sexualmente meninas com idade entre 5 e 11 anos.

O delegado do município, Victor Teixeira, recebeu ainda uma lista do Conselho Tutelar com nomes de crianças que participavam de um projeto criado pelo prefeito. Ele explica que, neste momento, está ouvindo as testemunhas, famílias e vítimas. E vai marcar um horário para colher a versão de Zeferino na semana que vem, quando pretende concluir o inquérito. Também está marcada para a próxima semana uma conversa entre as novas vítimas e o promotor José Antônio Borges, em Cuiabá. Ele foi a primeira pessoa procurada pelas mães das vítimas que denunciaram o caso. Durante as oitivas com as crianças, feitas com ajuda de psicólogas especializadas, Borges descobriu que 5 crianças haviam sido abusadas sexualmente pelo prefeito.

A violência era praticada sempre contra meninas em eventos sociais e recepções na casa do agressor e fazenda, onde levava as vítimas com a promessa de diversão. Os casos foram denunciados recentemente, mas ocorreram em 2008.

O promotor explica que a demora ocorre porque as vítimas sentem-se culpadas e envergonhadas. Ele entende que as mães procuraram ajuda em Cuiabá pelo medo de ameaças, que terminaram ocorrendo por parte do prefeito.

O delegado Victor concorda com a explicação do promotor e explica que vai abrir um procedimento à parte por conta das acusações de coação contra as famílias das vítimas.

Como trata-se de prefeito, o pedido de prisão deve ser feito oficialmente pelo Ministério Público, que vai se pronunciar somente ao final das investigações, conforme a assessoria de imprensa.

O procurador-geral de Justiça Marcelo Ferra encontra-se em viagem. Conforme relato das crianças, Zeferino costuma acariciar as partes íntimas das vítimas e pedir que elas fizessem o mesmo nele. Com a mudança da lei, o crime é considerado estupro de vulnerável.

Porém, as agressões ocorreram antes da nova legislação entrar em vigor. Assim, o prefeito responderá pelo crime de prática de atos libidinosos, que tem pena mais branda. Ele pode ser enquadrado na nova lei somente se houver denúncias de abusos recentes.

Outro lado – A reportagem tentou contato com o Zeferino, mas o telefone celular – declarado como oficial à Justiça Eleitoral – estava desligado.

Fonte. Jornal a Gazeta.

Deputado do MT, quer base aerea no Mato Grosso.

Indicação apresentada pelo deputado estadual João Malheiros (PR) pode contribuir para resolver um problema brasileiro: o combate ao narcotráfico. Trata-se de um encaminhamento feito em 2009 ao governo do Estado, ao Ministério da Defesa e à Força Aérea Brasileira para a urgente necessidade da construção, instalação e aparelhamento de uma base aérea na região metropolitana de Cuiabá para combater o tráfico.

A indicação apresentada por Malheiros esta sendo restaurada em um momento oportuno, devido as ações deflagradas pela Operação Gênesis, deflagrada para combater o narcotráfico, realizada em território mato-grossense que contou com vários policiais e homens das três forças armadas (E xército, Marinha e Aeronáutica) espalhados pelos 983 quilômetros de fronteira do estado com a Bolívia, constatou os problemas enfrentados pela população.

“A indicação para construção de uma base aérea na região metropolitana de Cuiabá teve como agente motivacional a necessidade de fazer baixar a incidência da criminalidade no fronteira Oeste do país, principalmente ligada a entrada de narcotráfico e contrabando pela fronteira seca com a Bolívia, como também garantir a proteção e defesa do território”.

“Temos conhecimento que as forças armadas planejam novas bases aéreas na Amazônia para coibir as práticas criminosas ocorridas na fronteira”.

Violência educacional e responsabilidade civil.

Gislaine Barbosa de Toledo

 Educar sempre correspondeu à transmissão de conhecimentos, contudo, nos dias atuais, as escolas estão se transformando em ringues de violência, ao contrário de formar cidadãos, formam criminosos e delinquentes, constatando-se a triste realidade de inversão de valores.

 As famílias terceirizaram a educação de seus filhos para a escola, contudo elas não estão preparadas para receber tamanho fardo de moldar o caráter de seus alunos. Constantemente, os meios de comunicação noticiam casos de violência como brigas, mortes, efetuadas dentro do ambiente escolar ou nas ruas adjacentes, fazendo com que a violência escolar reflita de forma negativa no aspecto social, psicológico e jurídico de todos os envolvidos.

Como métodos atuais de violência estudantil temos o “bullying” e o cyberbullying”:

“Bullying” – são as violências físicas (agressão, roubos, amedrontamentos) ou psicológicas (isolamento, humilhações, insultos ou apelidos pejorativos) de forma intencional e pessoal, repetitiva e sem motivação evidente, ou seja, poder do mais forte em relação ao mais fraco.

“Cyberbullying” – são todos os tipos de agressões efetuadas de maneira virtual como fotos ou boatos que deponham contra a imagem da pessoa, veiculados em celular, computador, blogs e redes de relacionamentos se escondendo o agressor nos meios eletrônicos.

As referidas violências desencadeiam sofrimentos psicológicos, além de medo, raiva e vergonha, podendo em casos extremos chegar ao suicídio.

Diversos estados brasileiros estão criando leis visando coibir as referidas práticas. No Poder Judiciário existem sentenças inéditas sobre o tema em apreço que começam a serem proferidas aplicando penalidades de danos morais, como a sentença do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul de 12/07/2010, referente a “cyberbullying” – Apelação Cível nº 70031750094, Sexta Câmara Cível e do Tribunal do Distrito Federal pertinente a “bullying”, processo 20060310083312, 2ª Turma Cível, julgado em 09/07/2008. As referidas sentenças se baseiam na esfera civil como ilícito com supedâneos nos artigos 1286, 187, 927, 932 e 933 do novo código civil, código de defesa do consumidor art. 3º e 14º e Constituição Federal, sendo responsáveis todos aqueles que tenham contribuído para referida propagação sem as devidas cautelas.

O Ministério da Educação (MEC) apesar de não possuir poder fiscalizador nas escolas, está preocupado com o referido tema tendo criado a secretaria (Secad) e implantado o Projeto “Escola que Protege”, além do livro “Formação de Educadores(as) – Subsídios para Atuar no Enfrentamento à Violência Contra Crianças e Adolescentes”, visando à capacitação de professores.

Necessária uma reavaliação não só dos métodos pedagógicos embutindo maiores critérios de cidadania, mas também, uma formulação conjunta de novas medidas entre Poder Público, escola, comunidade e associação de pais e mestre, com a finalidade de ser efetuada uma análise sociocultural verificando os erros de todos os envolvidos para aos poucos buscarmos os acertos.

Gislaine Barbosa de Toledo é advogada do escritório Fernando Quércia Advogados Associados