Carta de uma esposa de policial.

Sou esposa de POLICIAL, e às vezes sou agraciada com uma ou outra cartinha de um superior elogiando um grande feito do meu marido.

Mas querem saber?

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por deixá-lo patrulhar todas as residências alheias numa noite chuvosa e fria… menos o próprio lar aconchegante;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por ter que passar Natais e Anos Novos sem o pai dos meus filhos, mas mesmo assim fazê-los acreditar que Papai Noel existe em todas as casas;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por segurar o choro de emoção ao ouvir sozinha o coraçãozinho do meu primeiro filho e me convencer que o seu pai precisava estar ausente;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por apoiar e incentivar o homem por trás do policial, forte, imparcial, justo e perseverante;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO por passar meus aniversários sozinha pois meu companheiro está uma escala extra num jogo de futebol do qual nem participam os times que torcemos;

Nunca ouvi um MUITO OBRIGADO das entidades de preservação dos direitos humanos pela vida de um policial militar que se perdeu num confronto com todas espécies de bandidos cujas vidas parecem valer mais que as próprias almas dos policiais.

Mas nada importa, porque todos os dias ouço um “OBRIGADO”, muitas vezes mudo, muitas vezes surdo, mas sempre verdadeiro… Esse obrigado vem do olhar de canseira do meu marido quando se deita, após o raiar dia… vem da sua mão áspera acariciando seu filhinho… vem do sorriso agradecido por ter uma “corporação” na sua casa, na sua família e nos seus amigos.

OBRIGADA SENHOR PELO POLICIAL MILITAR QUE É MEU MARIDO E POR TODOS OS OUTROS QUE VELAM POR NÓS.

E um obrigada orgulhoso a você que teve paciência de ler meu desabafo.

AMÉM!

4 comentários em “Carta de uma esposa de policial.

  1. Não sou esposa, mas sou esposo. Há tempo, não sentia ou não via tanta verdade junta.Sugiro, que esta carta e outras similares, se for o caso, seja enviada a todos os parlamentares do Brasil.
    “Somente quem assim se manifesta, conhece o sentido e a responsabilide de ser policial ou dividar com ele o peso da profissão”.

  2. Sou apenas uma cidadã que usufrui desses serviços, porém a partir de agora terei outra visão desta vida familiar tão árdua para todos! Agradeço a dedicação dos homens e mulheres militares ou não, e familiares dos mesmos pela tão nobre perseverança e convívio social. Admiro emocionada pela luta das esposas, sou mãe, mas não chego nem aos pés dessas guerreiras e guerreiros da nossa sociedade. DEUS ILUMINE E PROTEJA A TODOS!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s