Dia Nacional de combate ao fumo.

Hoje é Dia Nacional de Combate ao Fumo, data criada para a conscientização em relação aos malefícios do tabaco. Mesmo com toda a divulgação, com campanhas e até leis proibindo fumar em lugares públicos e fechados, o cigarro continua matando e muito.

Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil cerca de 200 mil pessoas morrem por causas diretamente ligadas ao fumo. Pelo mundo as mortes causadas pelo tabagismo atingem 4,9 milhões de pessoas anualmente, ou seja 10 mil mortes ao dia, e esse número deve crescer para 10 milhões de mortes até o ano de 2030.

Das mortes por câncer, o cigarro é responsável por 30% a 45% de todas elas e está relacionado a 85% das mortes por cânceres de cabeça e pescoço e a 90% das mortes por câncer de pulmão. O cigarro pode ser associado ainda aos cânceres de laringe, esôfago, fígado, pâncreas, bexiga, rins, colo uterino, cólon, reto e boca.

O tabaco presente nos cigarros apresenta mais de 4.700 substâncias químicas, das quais 43 são carcinogênicas. Além do câncer, provoca uma série de outras doenças, entre elas Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), que engloba bronquite crônica e o enfisema pulmonar e atinge de 20% a 30% dos fumantes após os 40 anos de idade. Cerca de 7 milhões de brasileiros sofrem de DPOC.

Tanto o fumo ativo, como o passivo, são prejudiciais à saúde e levam ao aumento do risco de desenvolvimento de doenças. Por isso, a lei antifumo é tão importante, porque proteger a saúde da população, em especial daqueles que não tem o hábito de fumar.

Um estudo da GFK, uma das maiores empresas de pesquisa do mundo, mostra que brasileiros estão satisfeitos com as leis antifumo. Até mesmo fumantes aprovam a medida, embora apenas 1% dos entrevistados afirme ter deixado de fumar em virtude da lei.

Aliás, nem mesmo doenças como o câncer levam fumantes a deixar o vício. Esta semana, A Gazeta (27) divulgou um estudo do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira (Icesp) mostrando que 60% das pessoas com câncer de pulmão não conseguem parar de fumar. A OMS estima que um terço da população mundial adulta seja fumante, o que significa cerca de 1,2 bilhão de pessoas. A questão é grave e precisamos muito mais do que campanhas e datas comemorativas, embora também sejam importantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s