Combate as drogas ganha reforço.

A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça assinou convênio com 11 estados para o enfrentamento à droga, entre eles Mato Grosso. Segundo o acordo, cada uma destas regiões vai receber R$ 500 mil para o reaparelhamento e modernização de suas delegacias de combate a entorpecentes. Também firmaram convênio com o Ministério da Justiça Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Pará, Acre e Mato Grosso do Sul.

Além da modernização física, as unidades passarão por uma reformulação na área de inteligência. Será criado um banco de dados, um software específico, para que delegacias de todo o país possam trocar informações entre si sobre distribuição, compra, circulação e entrada da droga no Brasil, por exemplo.

O propósito é reprimir o consumo urbano e a entrada do crack pelas fronteiras do país, adianta o secretário Nacional de Segurança Pública, Ricardo Balestreri. “É preciso foco e articulação entre as autoridades. O crack é uma droga assustadora, que destrói a vida de quem a consome e dos que estão à sua volta, além de contribuir para o aumento da criminalidade”.

Segundo o secretário, a saída passa pela educação da população e pela repressão com inteligência.

Para otimizar as ações, também foi instituído nesta sexta o Grupo Permanente de Enfrentamento ao Crack (GPEC). Os membros são representantes dos 11 estados que assinaram o convênio com o MJ, mais PF e PRF, além da Senasp. O GPEC vai coordenar as políticas de enfrentamento à droga.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s