Quadrilhas estão agindo em treinamento para furtos a bancos.

Agência do Santander Distrito Industrial

A Grande Cuiabá convive atualmente com pelo menos sete tipos de quadrilhas, cada uma especializada em um tipo de crime. Os alvos são caixas eletrônicos simples, caixas eletrônicos com uso explosivos, postos de combustíveis, farmácias, mercados, saidinhas de banco e grandes empresas. Em alguns casos de assaltos, como a postos, drogarias, mercados e saidinhas e bancos, por exemplo, são mais de uma quadrilha agindo. Uma das mais violentas, que segundo admite a Polícia, pode ser a mesma em todos os casos, no entanto, age em assaltos com arrombamentos de caixas eletrônicos usando dinamites.

Oito caixas eletrônicos já foram implodidos no espaço de um mês. Foram cinco casos em Cuiabá; umem Várzea Grande, um na Baixada Cuiabana (Poconé) e um no interior: Paranatinga”. O último caso de explosão a um caixa eletrônico aconteceu nesta madrugada, em Cuiabá.

Agora os assaltos seguidos de arrombamentos à caixas eletrônicos simples. Ou seja, com o uso de maçarico, segundo dados do Sindicato dos Bancários, 66 caixas eletrônicos já foram alvos de bandidos.

Para o delegado Flávio Springueta, titular do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO), um departamento de elite da Polícia Civil, pelo menos uma quadrilha, justamente a que vem explodindo caixas eletrônicos desde o final do mês de julho pode ser a mesma em todos os casos.

“Não temos certeza, até porque ainda não identificamos nenhum dos bandidos, mas há chances de ser a mesma quadrilha em todas as explosões de caixas eletrônicos é muito grande. Se for será melhor para as nossas investigações”, comentou Springueta.

Sem se importar com os locais, mesmo os mais movimentados e mais vigiados, a quadrilha que pode ser de outro Estado conseguiu roubar R$ 113 mil com muita facilidade dos caixas eletrônicos instalados dentro da Secretaria Municipal de Transportes Urbanos (SMTU, no bairro do Porto, onde até uma parede veio abaixo com o forte impacto da explosão, a quadrilha tentou dinamintar outro caixa eletrônico no pátio da Prefeitura de Várzea Grande (Grande Cuiabá). Não deu. Mal colocadas, as dinamintes não explodiram e o assalto foi “abortado” com a chegada da Polícia. Na madrugada desta quinta-feira (25) no entanto, mais dois caixas eletrônicos instalados na estrada da agência do Banco Santander, no Distrito Industrial, na BR-364, na saída de Cuiabá foram destruídos com dinamites.

A direção do banco não informou o montante de dinheiro roubado. Há indícios, no entanto, que a quadrilha teria voltado a errar na colocação das bananas de dinamintes e, apesar da destruição dos caixas e do local, deixando um grande rastro de destruição do imóvel, em apenas um caixa tinha dinheiro. O outro estaria apenas com envelopes de depósitos bancários. Pouca coisa.

“Nós dá a impressão de que essa quadrilha ainda não está sabendo usar as dinamites. Por isso em alguns casos os banidos não tem conseguido levar o dinheiro, apesar das explosões. Só que esses erros são bastantes perigosos e podem ferir ou até matar alguém”, concluiu o delegado do GCCO.

IMPLOSÃO


Mais de R$ 100 mil roubados

Sem Polícia, os bandidos agiram à vontade. Passaram mais de duas horas no local. Explodiram os caixas e saíram tranquilamente. As cenas se reperiram pela quinta vez em menos de um mês apenas na Capital

A mesma quadrilha especialista em roubos e arrombamentos de caixas eletrônicos com uso de explosivos voltou a agir e roubou todo o dinheiro: R$ 113 mil.  Armados, oito assaltos, possivelmente os mesmos em todos os casos, segundo avaliação da própria Polícia,  invadiram a sede da Secretaria Municipal de  Transportes Urbanos (SMTU), localizada na Rua 13 de Junho, no bairro do Porto, área central de Cuiabá.

Os caixas eletrônicos de Banco Santander foram totalmente destruídos pelo forte impacto das explosões. “As explosão foram tão fortes, que destruíram até as  paredes da sala onde fica o caixa eletrônicos”, afirmou um policial militar na manhã deste sábado.

Foi o sexto caso de roubos com arrombamento com uso de explosivos, mas o ano de 2011 já contabiliza mais de 35 casos de arrombamentos a caixas eletrônicos sem o uso de dinamites.

O roubo seguido de arrombamento será investigado por policiais do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Peritos da Perícia Oficial do Estado (Politec) fizeram análises no local.

A Polícia Militar fez rondas pela região central, mas não conseguiu pistas do bando. As investigações  do GCCO só vão começar após o final da greve de investigadores e escrivães da Polícia Civil.

NÃO DEU


Erro

O sétimo caso de explosão de um caixa eletrônico, o segundo nas últimas 72 horas ao mesmo banco, o Santander, foi “abortado” e acabou não acontecendo devido uma falha na colocação dos explosivos dentro do caixa localizado no pátio da Prefeitura Municipal de Várzea Grande (Grande Cuiabá).

O alarme do Santander foi acionado por volta das 4h5o da madrugada desta terça-feira (23), mas quando policiais militares do 4º Batalhão de Várzea Grande chegaram ao local os bandidos já haviam fugido.

A eminência de uma grande explosão mobilizou pelo menos oito policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope), especializados em desarme de explosivos. As bananas de dinamites capazes de causar uma grande tragédia foram desativadas.

Além dos homens do Esquadrão Anti-Bombas do Bope, outros seis policiais do grupo de elite denominado de Força Tática do 4º Batalhão também fizeram a segurança do local até a chegada dos peritos da Perícia Oficial (Politec).

A Polícia Militar fez rondas pela região, mas não conseguiu pistas dos bandidos que teriam fugido em dois carros em direção à Capela do Piçarrão. Até o momento ninguém foi preso.

ROTINA


Bando amarra seguranças e rouba mais de meio milhão pela 3ª vez

Sabendo da falta de segurança no Estado e recebendo informações privilegiadas, uma quadrilha agiu pela terceira vez em em 45 dias à mesma empresa que já acumula um prejuízo de mais de R$ 500 mil. Desta vez cinco cofres foram arrombados e esvaziados

Cinco cofres arrombados e vazios. Mais de R$ 230 mil roubados por uma quadrilha formada por pelo menos oito assaltantes, a maioria com armas pesadas. Agora a empresa já acumula um prejuízo de mais de R$ 500 mil que foram “transferidos” para as mãos de bandidos nos últimos 45 dias. Todos os assaltos foram filmados, mas a Polícia ainda não prendeu ninguém.

No primeiro roubo no dia sete de julho deste ano, mais de 20 ligações telefônicas foram feitas para o Centro de Operações da Polícia Militar pedindo ajuda, mas nenhuma viatura da PM foi enviada ao local.

O segundo roubo, uma espécie de replay do primeiro, aconteceu na madrugada da última quinta-feira para sexta-feira (20). Menos de 48 horas depois os bandidos voltaram a atacar e deixaram cinco cofres arrombados e vazios.

A Polícia não confirma, mas também não descarta até porque não esta investigando nada devido a greve da Polícia Civil, que os três últimos roubos em menos de 45 dias foram praticados por um mesmo bando dentro da Distribuidora de Bebidas Colorado (Discol).

O novo roubo à sede da Discol localizada no bairro do Ipase, área central de Várzea Grande (Grande Cuiabá), só foi descoberto quando os funcionários chegaram para mais um dia de trabalho.

“No primeiro roubo no dia sete do mês passado nós fizemos 23 ligações para o Centro Integrado de Ocorrências e Segurança Pública (Ciosp), mas nenhuma viatura da PM apareceu aqui para nos ajudar. Esse foi o terceiro assalto em 45 dias e ninguém está fazendo nada, como se nós não pagássemos nossos impostos religiosamente”, desabafou um funcionário da Discol.

Para o dono da empresa, uma das mais atuantes de Várzea Grande, os bandidos foram ao local com informações privilegiadas.  “Quem entrou as três vezes, com certeza sabe como a empresa funciona e onde ficavam os cofres”, lamentou o empresário Mauro Carvalho Júnior, diretor-presidente da Discol.

Fonte: http://www.24horasnews.com.br/index.php?tipo=ler&mat=382357

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s