Justiça decide: líderes dos militares não podem ser presos – Juiz Militar INDEFERE pedido de prisão.

O juiz auditor militar Vicente de Paula Gomes  de Castro indefiriu, agora a tarde, o pedido do comando da Polícia Militar do  Maranhão, para que os líderes da greve da PM e do Corpo de Bombeiros fossem  presos por crime de desobediência à Constituição, que não permite a greve de  serviços considerados essenciais.
A informação foi comemorada pelos grevistas,  que ainda estão acampados nas dependências externas da Assembleia  Legislativa.
A decisão da Justiça Militar reforçou, mais  ainda, a manifestação, que deve contar com o apoio de vários deputados federais  do Maranhão e até de estados vizinhos.
Os grevistas permanecem firmes na posição de  só voltarem ao trabalho depois que for encontrada uma solução para acabar  com a manifestação.

 

Anúncios

Um comentário em “Justiça decide: líderes dos militares não podem ser presos – Juiz Militar INDEFERE pedido de prisão.

  1. Ôh Glórias a Deus,Aleluias.Louvado seja o Senhor Deus Altíssimo pela vida e carreira do excelentíssimo sr. Juiz Vicente de Paula Gomes.Que Deus o abençoe Meritíssimo,e o fortaleça cada dia mais nas posturas dignas de um Magistrado que honra a Toga,que enxerga o Direito como o Direito é,e não como as mazelas governamentais pretendem fazê-lo ser. Aleluias, Glórias a Deus, Ôh Deus Bom…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s