Em vinte dias, vinte pessoas foram assassinadas na grande Cuiabá, entre eles dois PMs.

Em 20 dias, a Polícia registrou 20 assassinatos na Grande Cuiabá – sendo nove em Várzea Grande e 11 na Capital. Desse total, cinco mortes foram em confronto entre policiais militares e suspeitos de roubos.

Nesses confrontos, dois PMs foram assassinados, vítimas de latrocínio (roubo seguido de morte). O principais suspeitos dos crimes são menores de idade.

O penúltimo caso ocorreu no início da semana passada, quando o sargento PM aposentado Amaral Campos Martins, de 49 anos, foi morto com um tiro no bairro São João Del Rey, em Cuiabá, após ser assaltado por três adolescentes, sendo dois de 15 anos e um de 17. Os suspeitos roubaram a arma do PM, um revólver calibre 38.

Ainda na semana passada, Fábio Benedito da Silva, de 18 anos, foi morto a tiros por um policial militar quando tentava roubar uma motocicleta, na frente da casa da vítima, no bairro Parque Nova Era, em Várzea Grande. Dois cúmplices do jovem fugiram.

Outros dois adolescentes – um de 15 e outro de 17 anos – foram mortos a tiros, no dia 5 de janeiro, após um PM da Rotam (Ronda Ostensiva Tática Móvel) reagir a um assalto a uma sorveteria no centro de Cuiabá. Na ocasião, um dos adolescentes estava armado com um revólver calibre 38.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s