Homem é preso com pasta base e maconha.

TRABALHE COMIGO

Quer trabalhar comigo pela internet sem precisar sair do conforto de sua casa?
Tenho uma excelente oportunidade pra você! CLIQUE AQUI e saiba como

A Polícia Civil prendeu E.R.S., de 33 anos, um ex-presidário que estava com seis quilos de entorpecentes – sendo cinco de maconha e um de pasta-base – escondidos no quarto de um hotel em Canarana (cidade a 825 quilômetros da Capital).

O suspeito estava com os filhos de 6 e 8 anos. A prisão ocorreu na última segunda-feira (11) à tarde, após uma denúncia anônima.

Em princípio, os policiais acreditavam se tratar de um caso de usuário de entorpecentes. Mas, fazendo uma varredura, encontraram o carregamento de drogas escondido embaixo do banco traseiro de um Voyage prata, de sua propriedade.

Os policiais apreenderam também um celular com ligação direta com o fornecedor do entorpecente, além de uma balança de precisão e R$ 2,1 mil, que seria proveniente do tráfico.

De acordo com as investigações, o suspeito teria chegado à cidade no domingo e se hospedado no hotel, onde permaneceu sem sair, até a sua prisão.

Os policiais acreditam que ele aguardava a chegada de um traficante que iria buscar o entorpecente. “Funcionários do hotel estranharam o fato dele ficar no hotel mais de 30 horas com as crianças e acionaram a polícia”, disse o delegado Sued Dias da Silva Júnior.

O delegado informou que a droga foi encaminhada à pericia e as duas crianças foram entregues aos cuidados do Conselho Tutelar.

Segundo ele, o preso já cumpriu pena por tráfico de drogas na cidade de Rondonópolis e vai responder novamente pelo crime na comarca de Canarana.


Anúncios

CIDADANIA SEMPRE: OS 10 COMPROMISSOS DO CIDADÃO ATUANTE.


1 – Não basta ao cidadão atuante se recusar a subornar um agente da lei. Tem de denunciar na corregedoria policial para que este mal não se prolifere.
2 – Não basta exigir notas fiscais. Tem de colaborar com o combate a pirataria e ao contrabando denunciando lotes de mercadorias suspeitas à polícia federal.
3 – Não basta não consumir drogas. Tem de denunciar os pontos e os agentes do tráfico que aliciam menores para o consumo.
4 – Não basta não negociar ou fazer vista grossa a enriquecidos ilícitos e repentinos. Tem de denunciar aos órgãos de combate aos crimes financeiros do Ministério da Justiça.
5 – Não basta não dar esmolas. Tem de controlar a boa aplicação dos orçamentos públicos da educação e da assistência social dos governos federal, estadual e municipal.
6 – Não basta não jogar lixo nas ruas. Tem de constranger quem joga e propor a implantação de coletas seletivas e de reciclagem em seu condomínio.
7 – Não basta se recusar a comprar ingressos de cambistas. Tem de denunciar a conivência de bilheteiros com cambistas para os administradores culturais.
8 – Não basta conduzir seu veículo dentro das regras do trânsito. Tem de colaborar com os agentes de trânsito e constranger os que assim não o fazem.
9 – Não basta não corromper fiscais. Tem de denunciar ao Ministério Público e à mídia que é a única maneira de se livrar em definitivo da chantagem dos mesmos.
10 – Não basta não votar e divulgar os nomes dos políticos que traíram a sua confiança, mas ajudar todos aqueles que foram enganados a exercer maior controle sobre os mandatos e o desempenho de todos os políticos.
Fonte: A Voz do Cidadão / Blog do Esteves

Jovem é preso com 7 quilos de cocaína.

A Polícia Federal de Sinop (500 km ao norte da Capital) apreendeu,  W.G.S.L., 17 anos. Ele estava com cerca de 7 quilos de cocaína e foi encontrado na rodoviária do município. Uma denúncia anônima repassada para a delegacia da PF auxiliou os policiais na apreensão. O material entorpecente estava dentro de uma mochila do menor e distribuído em sete invólucros.

De acordo com o boletim de ocorrência, o acusado chegou na rodoviária em um ônibus que veio de Cuiabá. Dois policiais federais estavam de campana no local esperando qualquer atitude suspeita do adolescente. Depois de mais de uma hora, um mototaxista chegou para pegar o menor. Neste momento, os policiais deram voz de prisão aos dois.

Aos policiais, o menor confessou ter comprado a droga na capital e ela seria revendida em Sinop. Ainda segundo o adolescente, o dinheiro da venda do material seria utilizado para comprar uma arma para matar um outro adolescente, que o estaria jurando de morte.


Pai e filho são presos com 14 quilos de pasta base de cocaína,

 

 

TRABALHE COMIGO

 

Quer trabalhar comigo pela internet sem precisar sair do conforto de sua casa?

Tenho uma excelente oportunidade pra você! CLIQUE AQUI e saiba como

delegado-de-ribeirao-cascalheira

Uma operação surpresa executada pela Polícia Civil, com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Ribeirão Cascalheira (890 km de Cuiabá) tirou de circulação pai e filho que traficavam 14 quilos de pasta-base de cocaína.

Jorge Ferreira da Silva, 50 anos e Junior Damasco da Silva, 24, saíram de Várzea Grande para levar o produto até a cidade de Marabá, no Pará. A casa deles caiu no Km 397 da BR 158. A droga estava escondida dentro das portas do veículo que a dupla conduzia.

O delegado Renato Resende do Nascimento agradeceu o apoio da PRF na ação e destacou que já foram presas 40 pessoas na operação Cascalheira, iniciada em 2012, cujo objetivo é assegurar a tranquilidade entre os munícipes da região.

“O combate ao tráfico de drogas é uma das minhas prioridades como policia”, frisou o delegado ao Repórter do Araguaia. Participaram da operação os patrulheiros: Gabaldo, Antônio Neto e Victor.

PM: Tensão e perigo não passam nem na folga.


PM uma classe diferente de todas.

Depois de 4 policiais assassinados e várias tentativas de homicídio em apenas um mês, a tensão nas delegacias e bases comunitárias é visível. Há os policiais que se negam a admitir que a tensão aumentou, mas quando o assunto são os cuidados quando se está de folga, é possível perceber que a rotina mudou.

Ir para casa depois do trabalho para qualquer trabalhador pode ser um momento de descanso. Para um policial, principalmente para os trabalham para a Polícia Militar, chegar em casa é um operação que requer vários cuidados.

Sargento Mendonça, da PM, redobra os cuidados para entrar em casa e até a sua esposa já recebeu instruções de como agir. “Quando a gente não está fardado, somos vulneráveis como qualquer um. Por isso quando vou chegar ou sair de casa sempre observo a rua, vejo se não há nenhuma movimentação suspeita”. A esposa do policial também é orientada a evitar algumas atitudes, como ficar sentada na calçada de casa.

Mendonça também conta que um policial não pode freqüentar qualquer tipo de ambiente. O lazer não pode ser feito em qualquer lugar, alguns bairros e estabelecimentos são evitados para garantir a segurança do casal.

Na última semana, o sargento foi vítima de uma tentativa de assalto, que segundo ele não teve nenhuma ligação com a sua profissão. Três homens chegaram em 2 motos e tentaram abordar o policial que estava dentro do carro. Ele reagiu e conseguiu espantar os criminosos, que o viram sacar a arma.

TRABALHE COMIGO

Quer trabalhar comigo pela internet sem precisar sair do conforto de sua casa?

Tenho uma excelente oportunidade pra você! CLIQUE AQUI e saiba como

24º Batalhão apreende cerca de 9 quilos de maconha na capital‏.

130209081057_2

Carla Duarte

Assessoria / CR-I

Policiais militares do Grupo de Apoio do 24º Batalhão, na sexta-feira (08-02), por volta das 16 horas em Operação Carnaval com Segurança, deflagrada pelo Comando Regional I, realizam a apreensão de aproximadamente nove quilos de substância análoga à maconha, desta vez no bairro Pedra Noventa na capital.

Os policiais receberam informações via Ciosp de que em uma quitinete localizada na Avenida 2 do bairro Pedra Noventa, uma mulher com corpo tatuado estava com uma grande quantidade de drogas, para distribuição. De imediato foi feito deslocamento até o referido endereço, e ao chegar na quitinete um dos  quartos estavam com a porta aberta e ao entrar  no quarto um forte odor de droga e também haviam três pessoas e uma das mulheres possuía o corpo todo tatuado, em buscas no interior foi localizado uma mala de viagem com fundo falso e com cerca de sete tabletes grandes de substância análoga a maconha, uma balança de precisão, tesoura, faca com resquisios de droga, além de 08 porções de substância análoga a pasta base de cocaína.

Segundo informações da suspeita Eliane Rosa de 29 anos a droga foi trazida por ela da cidade de Ponta Porã-MS, e ela receberia o valor de R$ 3.000.00 reais para distribuir, juntamente com a suspeita Maysa Rafaela Rodrigues Silva de 20 anos e o suspeito Wanderson Renato Morelle de 19 anos, sendo que cada tablete seria vendido pelo valor de R$ 2.000,00 reais.

Diante dos fatos todos foram detidos e encaminhados para  Central de Flagrantes da Capital.


Dois traficantes são presos com 7 quilos de drogas e 4 armas

Seis quilos de pasta-base e quase 1 quilo de maconha (944 gramas) foram apreendidos com duas pessoas, na cidade de Barra do Garças, na tarde de sexta-feira (08.02), em ação da Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar.

 
A apreensão aconteceu durante cumprimento de mandado de busca no bairro Jardim Piracema, na residência de Renato Barbosa Silva, 27 anos, preso em flagrante com as drogas. Com ele, os policiais apreenderam também 4 armas de fogo, sendo 2 revólveres, 1 espingarda, 1 pistola calibre 6.35, 16 munições calibre 38, além de R$ 4 mil em dinheiro, 1 relógio, 5 máquinas fotográficas e  13 celulares.
 
Na residência também foi preso Evandro José Santana Moreira, 37 anos, conhecido como “Moela”, que já foi preso por tráfico de drogas. Seu cúmplice, Renato,  já foi preso por tráfico de drogas e furto. Renato e Evandro eram investigados pela Policia Civil há vários meses. Eles vão responder por tráfico de drogas e posse irregular de armas e munições.
 


Polícia Civil apreende cerca de 200 quilos de cocaína na região do Pantanal


//

A Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil, apreendeu no final da tarde da sexta-feira (08), aproximadamente 200 quilos cocaína pura, em uma fazenda região do Pantanal, no município de Santo Antônio de Leverger. Os tabletes estavam acondicionados em cinco sacos plásticos cobertos por lona preta, no meio do mato. O local era sinalizado por tecidos de amarelo e vermelho.

De acordo com a delegada titular da DRE, Alana Cardoso, a droga foi encontrada depois de três dias de diligências de campo de investigadores da Delegacia, que recebeu informação de que a localidade estaria sendo usada para arremessos de drogas feitos de aviões vindos da região de fronteira.

No local, os policiais apreenderam também três toneis de 200 litros cada, com uma substância líquida que será periciada junto com a droga. Conforme o delegado Gustavo Francisco Garcia, devido às condições climáticas de alagamento da região e ainda por medidas de segurança, os policiais optaram por não esperar o resgate da droga e trazer a droga para Cuiabá.

A delegada adjunta Juliana Chiquito Palhares disse que o trabalho contou com o apoio de policiais da Gerência de Operações Especiais (Goe), da Secretária de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Santo Antônio de Leverger.

A droga está sendo periciada na manhã deste sábado (09), para a pesagem exata do entorpecente apreendido. As investigações continuam para identificar a origem e os traficantes donos da cocaína.


Associações da PM e BM de Mato Grosso tem primeira reunião com novo secretário de administração

Os diretores da Assof, Assoade, ACS e Asmip participaram da audiência com o novo Secretário de Administração do Estado de Mato Grosso, Francisco Faiad, durante a manhã desta quarta-feira (06), na SAD (Secretaria de Administração do Estado de Mato Grosso).

Estava na pauta da reunião, a correção da tabela de reajuste para o mês de maio/2013, Projeto de Lei que Altera a Lei Complementar 125 (Classes de Cabos e Soldados), Plano de Carreira das Praças; Decreto de Consignações e a Mudança do decreto que regulamenta a identidade funcional dos aposentados.

Primeira pauta: Correção da Tabela de Reajuste para o mês de maio/2013. Conforme explicação da Assof, o reajuste na Lei Complementar nº 433, de 02/09/2011, estabelece um correção de 4,5% para o Coronel PM/BM no mês de maio/2013, ficando abaixo do INPC, que foi de 6,20%, cujo índice é adotado pelo Estado para corrigir as perdas inflacionárias durante o período de 12 (doze) meses, conforme Lei Ordinária nº 8.278/2004, se o aumento concretizar neste percentual de 4,5% haverá uma perda salarial de 1,7%, daí a necessidade de solucionar esse aspecto salarial. Por outro lado, caso ocorra esse ajuste percentual do Coronel PM/BM as Praças também serão beneficiados pelo reajuste em questão, além do percentual de 10%, na data base, que é o mês de maio/2013. Pois a partir do mês em tela o Subtenente não poderá ganhar seu subsídio inferior a 32,18% do salário do Coronel, conforme Lei Complementar nº 433 (Vinculação ou Escalonamento Vertical). O Secretário de Administração mencionou que vai resolver o problema antes de 01 de maio de 2013, bem como, que a possível correção pode ser feita, inclusive, por medida provisória para acelerar o processo.

Segunda pauta: Projeto de Lei que Altera a Lei Complementar 125 (Classes de Cabos e Soldados). Este projeto encontra-se em tramitação na Secretária de Administração (protocolo nº 496172/2012), mais precisamente na Assessoria Especial do Gasto de Pessoal e Encargos Sociais, e, já tem um parecer favorável da Polícia Militar. O projeto encontra-se tramitando desde 30 de maio de 2012, e pretende adequar às novas regras da promoção, com isso o soldado classe C será de 05 (cinco) anos a 10 (dez) anos, e, soldado classe D acima de 10 (dez) anos, já o cabo classe B de 10 (dez) anos a 15 (quinze) anos e o cabo classe C acima de 15 (quinze) anos. O Secretário de Administração dará celeridade à tramitação do processo, fins de finalizar os cálculos junto a Assessoria Especial do Gasto e Pessoal e Encargos Sociais, e após os cálculos teremos uma nova reunião.

Terceira pauta: Plano de Carreira das Praças – Neste assunto as Associações das Praças solicitou uma comissão para debater o assunto, juntamente com o Polícia Militar e Bombeiro Militar, já que é a única categoria do executivo que a ascensão é definida através de Decreto. A situação se agrava mais ainda para os policiais militares que ingressaram a partir de dezembro de 2005, onde ficarão impedidos de ter ascensão funcional, já que o Quadro Especial só se aplica aos militares que ingressaram, anterior a dezembro de 2005, conforme Lei Complementar 231. (Estatuto da PM e BM-MT). O Secretário de Administração aguardará o projeto para a criação do plano de carreira das praças, chegar à SAD, onde terá seu processamento acelerado.

Quarta pauta: Mudança do decreto que regulamenta a identidade funcional dos aposentados, constantemente Policiais Militares na reserva remunerada em viagem vem passando constrangimentos, pois na sua identidade militar a foto é tirada em trajes civis. A Asmip informou ao Secretário que o processo já tem o parecer favorável da SAD e da PGE, só esta aguardando a assinatura do Governador para alterar o decreto. O Secretário de Administração mencionou que vai pessoalmente se empenhar para resolver a situação.

Para a Assoade a reunião foi muito produtiva já que têm alguns projetos em que o novo Secretário de Administração não tinha conhecimento e foi um oportunidade de expor pessoalmente os benefícios que trarão ao efetivo da Policia Militar e Bombeiro Militar.

Assessoria da Assoade.

 

Instrução Normativa define as regras para pagamento de bolsa para curso de progressão de carreira.


Foi publicada em 10 de agosto de 2012, a Instrução Normativa nº 002/2012/GAB/SESP, de 06 de agosto de 2012, que estabelece os procedimentos para a serem observados em relação ao pagamento de indenização, aos servidores militares, que estejam frequentando curso para progressão na carreira, dentro do estado, em outro estado da federação ou realizados em outros pais.

Conforme a Lei de Promoção de Oficiais e o Decreto de Promoção das Praças, para a progressão de carreira em alguns quadros é necessário os seguintes cursos:

Cursos Superiores de Polícia (CSP) e de Bombeiro Militar (CSBM);

Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO);

Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS);

Curso de Habilitação de Oficiais (CHOA);

Curso de Formação de Sargentos (CFS);

 Curso de Formação de Cabos (CFC).

Veja a normativa:

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2012/GAB/SESP, de 06 de Agosto de 2012.

“Estabelece os procedimentos a serem observados em relação ao pagamento de indenização, aos servidores militares, que estejam frequentando curso para progressão nacarreira, dentro do estado; em outro estado da federação ou realizado em outro país.”

O Secretário de Segurança Pública no uso de suas atribuições que lhe confere o artigo 71,inciso II da Constituição Estadual;

Considerando o artigo 45 da Lei Complementar 408/11 que institui verba indenizatória denominada de Bolsa Pesquisa, ao Militar matriculado em curso para progressão na carreira;

Considerando a necessidade de fixar o procedimento de requerimento do militar perante a Secretaria de Estado de Segurança Pública concernente à Bolsa Pesquisa;

RESOLVE:

Art.1°- Disciplinar e normatizar os procedimentos para a concessão do pagamento da indenização prevista no art. 45 da Lei Complementar n° 408/2010, aos militares que estejam frequentando curso para progressão na carreira dentro do estado, em outro estado da federação ou em outro país.

Parágrafo Único – É vedado o pagamento da indenização, disposta no caput deste artigo, ao militar que se encontra em licença para qualificação profissional, bem como àquele que tendo solicitado a participação em curso deteve indeferimento pelo Comandante Geral.

Art.2°- Para recebimento do benefício, o servidor militar, deverá a cada 30 (trinta) dias transcorridos do curso, encaminhar requerimento dirigido ao Secretário de Estado de Segurança Pública, nos moldes do Anexo I desta Instrução Normativa, devidamente assinado pelo servidor militar e pelo Diretor de Ensino, e instruído com os seguintes documentos:

a) Ofício citando o nome do militar, o curso, a localidade, o período contemplado pela indenização e demais informações pertinentes;

b) Atestado de frequência mensal da Instituição em que o militar encontra-se frequentando o Curso;

c) Cópia da publicação do boletim do Comando Geral designando o servidor militar para frequentar o curso;

d) Declaração de matrícula no curso emitida pela Diretoria de Ensino da Instituição em que o militar encontra-se frequentando o Curso;

e) Declaração do militar de que no período cursado não recebeu diária e/ou ajuda de custo;

f) Documento constando a dotação orçamentária para processamento do pagamento da indenização, emitido pela Instituição.

§ 1º O pagamento somente será efetivado em nome do servidor.

§ 2º Nos casos em que o período cursado compreender menos de 30 (trinta) dias, o pagamento deve ser proporcional à quantidade de dias frequentados.

Art.3°- O Militar fica obrigado a apresentar o Certificado de Conclusão do Curso para Progressão, emitido pela Instituição de Ensino, em até 45 (quarenta e cinco) dias, contados da conclusão do curso, para a finalização do processo.

Art.4°- É obrigatória a remessa dos autos de pagamento de bolsa pesquisa ao Gabinete do Secretário de Estado de Segurança Pública, porém facultativa a remessa à Assessoria Técnica Jurídica.

Art.5°- Nos casos de reprovação ou desistência não justificada do militar estadual nos cursos enquadrados no Art. 45 da Lei Complementar n° 408/2010, serão restituídos integralmente aos cofres públicos os valores recebidos a título de bolsa, após devida apuração das circunstâncias em processo administrativo, assegurado o contraditório e a ampla defesa.

§ 1º As hipóteses de reprovação estão dispostas no artigo 39, inciso I a IX da Lei Complementar nº 408/2010.

§ 2º Sendo acolhida a justificativa do militar no caso de sua desistência, os valores que deverão ser devolvidos, serão apenas aqueles que forem recebidos após publicação da desistência do curso.

Art.6°- Os casos omissos ou pendentes de interpretação serão dirimidos pelo Secretário de Estado de Segurança Pública após ser ouvida a Instituição a que o militar pertence.

Art.7º- Esta Instrução Normativa entra em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

“Anexo I:

Eu ___________________________ (Posto/Graduação), (nacionalidade), (estado civil), portador do RG n°…………., inscrito no CPF sob o n°………….., e na matrícula sob o n° ………………..,com fulcro no art. 45 da Lei Complementar n° 408/2010, solicito o pagamento de bolsa pesquisa, decorrente da matrícula no curso para progressão na carreira, realizado em/na (localidade) do Curso, mensalmente, durante o período de _____/______/______ a ____/____/_____.

Local, _______/_______/_______

________________________                     ___________________________

Diretor de Ensino                                                  Requerente

Assessoria da Assoade

Conheça o café ferreira, e surpreenda-se!
Ganhe 72.8% das vendas através de suas indicações
Ganhe 50% do consumo de sua rede.

Para se tornar um afiliado é fácil, basta fazer seu cadastro NESSE LINK fazer a compra do Kit de associado é pronto.