Dois policiais civis são presos acusados de tortura e abuso de autoridade.

Dois policiais civis lotados na delegacia municipal de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá )foram presos, neste sexta-feira (01), suspeitos de abuso de autoridade, tortura e de suposto envolvimento no desaparecimento de Creonte Ribeiro da Silva, 25 anos, no dia 17 de janeiro. A confirmação da prisão dos policiais foi feita, pela delegada regional, Maria Antônia Soares.

Ela, que está à frente das investigações, disse que o inquérito foi aberto a partir do relato de 3 homens, presos pelos policiais, na data, suspeitos de envolvimento no furto de uma moto, que estaria sendo investigado. A prisão deles é temporária. Os nomes não foram revelados.

Segundo a delegada, o inquérito foi aberto inicialmente para apurar o suposto abuso de autoridade e a tortura. Ela disse que 3 homens teriam sido presos pelos policiais por suposto envolvimento no furto da moto, que estava sendo investigado. “Em razão disso, eles [policiais] tiveram a informação que essa moto estaria na cidade de Peixoto de Azevedo. Eles foram até lá e saíram da delegacia de Peixoto de Azevedo com quatro rapazes detidos.

Dois adultos e dois adolescentes. Mas aqui em Sinop eles só chegaram com três pessoas detidas. Eles alegam que os policiais teriam assassinado, em Itaúba, esse rapaz que não apareceu”, disse, acrescentando que a moto ainda não foi localizada.

Apesar das declarações do trio, a delegada afirmou que buscas já foram feitas na região de mata, onde o caso teria acontecido, em Itaúba, porém, nada foi encontrado. “Várias buscas foram efetuadas em Itaúba e na região também, já pedido informação visando localizar esse rapaz. O suposto corpo até agora não encontramos apesar de termos vasculhado toda região onde foi mencionada por estes rapazes que estavam na viatura. Então, o que a gente busca agora é localizar o Creonte para esclarecermos o que realmente houve nesse trajeto de Peixoto até a cidade de Sinop”.

Maria disse que os policiais presos disseram, em depoimento, que liberaram o jovem desaparecido. “Pela declaração deles, alegam que lá na cidade de Peixoto, o Creonte, que está desaparecido, teria sido liberado e que eles seguiram de Peixoto para cá apenas com o três rapazes que chegaram até aqui”. Os policiais foram transferidos para Cuiabá.

Conforme a delegada, o caso é acompanhado pela corregedoria da polícia, promotoria e também a justiça. Os suspeitos de envolvimento no furto da moto já foram liberados.
Ainda bem que não foi divulgado o nome deles, porque depois aparece o rapaz e ai como é que fica?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s