O Senado, os royalties e a PEC 300.

A aprovação “a toque de caixa” na Câmara Federal da destinação dos royalties do petróleo para a educação (75%) e saúde (25%) precisa ser revista imediatamente no Senado Federal para que a destinação da receita auferida com a cobrança de impostos da extração de petróleo possa contemplar a viabilidade da criação de um fundo nacional da segurança pública mediante a aprovação da PEC 300, proposta de emenda constitucional que prevê a equiparação salarial entre as polícias militares e o corpo de bombeiros de todo o país.

Seguindo o modelo burocrático do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e Municípios (FPM), é urgente e necessário criar o Fundo Nacional de Segurança Pública para que todos os estados da Federação possam suportar o impacto gerado pela criação do piso nacional entre as polícias militares e corpo de bombeiros. A fórmula distributiva determinando que o Estado que pode menos receba mais e vice-versa está legitimada no fato do petróleo ser um recurso natural extraído em alguns estados brasileiros, mas que pertence à União.

As manifestações não podem prescindir do importante momento que exige mudanças no perfil dos representantes político-administrativos em apelar ao Senado pela aprovação da PEC 300 mediante a realização de uma nova redistribuição dos percentuais dos royalties do petróleo por se constituir no caminho mais curto para estabilizar a política de segurança pública em todo o país.

Saúde, educação e segurança são políticas públicas que funcionam como um “tripé”. Contemplar a saúde e a educação deixando a segurança pública à deriva é como garantir saúde e educação ao cidadão sem a garantia da preservação da sua vida e do seu patrimônio posto que continuará refém da criminalidade que assola o país inteiro.

O discernimento e o espírito de justiça do cidadão brasileiro deve prevalecer em não ofuscar o respeito e a consideração que devemos aos agentes da segurança pública que estão contendo os distúrbios no uso estrito do dever legal imposto pelo Estado para garantir à ordem e o respeito das nossas instituições democráticas. Exigir do Senado Federal a aprovação da PEC 300 pela via da redistribuição dos royalties do petróleo entre saúde, educação e segurança é o caminho para o cidadão se livrar da criminalidade que envergonha o Estado brasileiro…

André Noronha Brasil – anbrasil@ig.com.br
Acadêmico de Administração em Gestão Pública (UFC) e bancário aposentado

Fonte: O Povo / Blog Adeilton9599

Anúncios

Um comentário em “O Senado, os royalties e a PEC 300.

  1. Não podemos parar de mostrar ao Brasil, que o desenvolvimento e a honestidade na aplicação dos recursos públicos, passam por uma educação com “segurança pública”. É este o momento de se retomar a luta pela dignidade da segurança no Brasil. As falsas promessas estão chegando aos montes, enquanto as prioridades de verdade continuam sendo esquecidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s