Mais um estado evolui na negociação SC: Governo divulga proposta salarial.

O governo do estado encaminhou à Aprasc no começo da tarde, a proposta salarial a ser aplicada a todos os segmentos da segurança pública (praças, oficiais, delegados, agentes da Polícia Civil e IGP), a qual divulgamos agora para conhecimento de todos.  “Seguimos a lógica de não divulgar nada que não tivesse o timbre do Centro Administrativo, conforme decidido em reunião de diretoria”, enfatiza o presidente da Aprasc, Elisando Lotin. No começo das negociações, explica ele, a lógica da diretoria era divulgar tudo o que estava acontecendo e, no entanto, por várias vezes, em função dos encaminhamentos das negociações que envolvem outros segmentos, estes eram modificados sistematicamente. “Neste contexto, tudo  que eu e o Sgt Fortuna divulgávamos, acabava por não condizer com a realidade do momento”, frisa Lotin.

O presidente da Aprasc salienta que, em todas as reuniões, a diretoria reiterou aos negociadores do governo a posição das duas assembleias gerais realizadas pela Associação, que deliberaram pela recusa do subsídio na medida em que este implicasse em perda de direito históricos. “O governo insistiu na aplicação do modelo discutido (subsídio), apresentando vários argumentos os quais não cabe citar aqui agora. Tendo isso como base, bem como o fato de que nossas assembleias decidiram por não perder direitos, procuramos minimizar, resolver e até ganhar direitos que não temos hoje, como por exemplo, a promoção automática para cabo e terceiro sargento, proposta que ainda está em discussão”, relata. Entre os direitos que a diretoria buscou manter, está o da remuneração uma graduação acima quando da nossa ida para a reserva. Outro direito, motivo de muito debate que ainda continua, frisa Lotin, é sobre a jornada de trabalho. “Nesta questão, ainda estamos trabalhando junto ao comando e a outras instituições militares (Acors e Abvo) no sentido de criar uma lei que mantenha a jornada de trabalho que temos atualmente”.

É importante salientar, continua Lotin, que no modelo do subsídio, tanto o triênio, quando a vintenária, o adicional de permanência e o adicional de pós-graduação, são automaticamente extintos quando da aplicação do subsídio e isso tem sido pessimamente recebido pela categoria.

Além disso, nas negociações que ainda prosseguem junto ao governo e às instituições militares, a Aprasc busca antecipar a incorporação do abono, que já está ocorrendo, de março para janeiro de 2014, e instituir a promoção automática dos 500 soldados mais antigos na Polícia Militar, bem como dos 80 soldados mais antigos no Bombeiro Militar. “Com a divulgação da tabela, a questão salarial (valores) fica evidente e visível para todos. No tocante a todas as outras questões citadas, ainda permanecemos em processo de negociação. Para se ter uma idéia, no decorrer desta semana, passamos boa parte do tempo em reuniões debatendo a questão da jornada de trabalho, que, tão logo esteja resolvida será informado a todos”, afirma Lotin. No tocante às outras reivindicações, estão sendo elaboradas minutas de projetos de lei que serão apresentadas à categoria e às autoridades assim que estiverem concluídas.

“Reiteramos o nosso compromisso, como sempre foi feito na Aprasc, de convocarmos assembleia tão logo esta burocracia esteja resolvida e temos cobrado, de forma veemente junto ao governo, que não protele nenhuma decisão e/ou encaminhamento, assim como que não envie nada para a ALESC, antes que possamos debater os projetos junto com os praças em assembleia geral, pois são estes (praças) é que decidirão se aceitam ou não. Notícias em blogs, jornais, tevê, enfim, em todos os meios de comunicação que versem o contrário disso, como por exemplo, que a Aprasc já aceitou esta ou aquela proposta, não passam de especulação, a qual tem a finalidade de criar expectativas, angústias e, inclusive a divisão da própria categoria.

Nós, diretores, somos REPRESENTANTES de cerca de 13 mil praças filiados à Aprasc. Jamais pensamos em decidir algo que não fosse levado à uma assembleia, que é a instância máxima de deliberação e orientação dos nossos atos e atitudes.

Pedimos paciência, prudência e confiança de todos neste momento que sabemos é angustiante, no entanto, vale frisar que, como todos verão na referida tabela, qualquer ganho que eventualmente venha a ocorrer, este só acontecerá em agosto de 2014 (exceto se conseguirmos antecipar o abono de março para janeiro).

Portanto, a pressa, neste momento, em minha avaliação, torna-se desnecessária e trabalha contra nós. Pois, repito, tudo o que vier, se vier, ocorrerá somente no ano que vem, o que nos dá, em minha avaliação, uma margem de tempo para negociar e negociar, e neste contexto buscar ampliar direitos.

Com relação às dúvidas que com certeza surgirão, buscaremos respondê-las na medida em que o tempo for permitindo e, inclusive, se for o caso, consultando os técnicos do governo.”

Sd Elisandro Lotin de Souza
Presidente da Aprasc

 

Anúncios

24 comentários em “Mais um estado evolui na negociação SC: Governo divulga proposta salarial.

  1. PARABÉNS A POLICIA DE SANTA CATARINA..UM 3 SARGENTO A POLICIA GANHARÁ IGUAL A UM CAPITÃO DAS FORÇAS ARMADAS QUE PILOTA UM HELICÓPTERO DE 20 MILHÕES DE REAIS!!!!

    FORÇAS ARMADAS ESTÃO ENTREGUES A PRÓPRIA SORTE!!!!

      1. cara não faça isso, nossos irmãos militares das forças armadas não brincam de guerrinha, eles estão prontos pra defender a pátria, se ñ tivéssemos as FA o país já teria sido invadido não acha?

  2. RIDICULO…na hora de negociar salário, tentam negociar questoes totalmente incompatíveis… salário é salário, nao é momento de criar problemas, pois o Governo está quase dando para trás na reforma salarial… eu quero sim receber um salário digno… Lotin, por favor, faça um curso de negociação e de ser honesto quanto a todas questoes, não use a APRASC para se autopromover ou como uma briga de cabo de força…. salário é salário e nao promoção, carreira, etc.
    Já conseguiram mudar a tabela do 1 ten/cap, o que foi um baita tiro no pé, pois, além de ser uma ação absurda pela APRASC, ainda, se conseguirem o QOA, os 2 ten do QOA que iriam para a reserva com salário de 1 Ten (que seria de capitão), agora irao com salário de 1 ten sem ser majorado….. PARABÉNS….

    1. parabens ! nos aqui do ES estamos orgulhosos da cnquista de vcs !! pena q nao consiguimos o mesmo ainda ! o nosso governador nos deu 60 reais de aumento….

  3. PARABÉNS! AÍ SIM, CADA GRADUAÇÃO OU POSTO TEM SEU VALOR. O POLICIAL TEM INCENTIVO A CRESCER NA CARREIRA. AQUI NO MEU ESTADO SALDADO GANHA, AS VEZES, ATÉ MAIS QUE UM SARGENTO.

  4. Inexplicavelmente o governo de São Paulo não consegue chegar a este patamar, ou melhor, conseguiria sim, falta o querer, esta é a explicação…. lamentável…

  5. na boa? sem noção… acredito de tenhamos que ter uma valorização salarial sim. No entanto, é inaceitável que haja uma distribuição absurda dessas, um professor ganhando 2 mil enquanto um oficial que quase nunca sai as ruas em defesa da sociedade como os policiais de verdade fazem, ganhando mais de 10 mil reais.. Isso é absurdo

  6. paraiba o governo RICARDO coutinho reacheou os contra cheques de gratificaçoes o os coroneis tudo calados e a tropa sofrendo e os reformados nem se fala. ……governo triste esse tal de RICARDO COCHINHA,MAS não tem nada não….2014 vem aí!

  7. FSD ATE QUE ENFIM UMA RESPOSTA SENSATA , A DIFERANÇA SLARIAL DOS POSTOS , E OUTRA PRA QUE TANTO POSTOS , ASSIM PRO DO CORONEL FIKAR ALTISSIMO, ATE PORQUE O QUE SERIA DA SOCIEDADE SEM A IMAGEM DO CORONEL DE PM KKKKKKKKKKKKK;

  8. aqui na bahia meu amigo a coissa vai de mal a pior, soldado ganhando dois mil reais líquido ,os oficiais enchendo o rabo de dinheiro pois todos recebem substituições e nos praças que é quem trabalhar de verdade ganhando uma miséria.fora jaques wagner, fora pt fora partido de corruptos e mentirosos.

  9. por que o governador de pernambuco não faz o mesmo? nos sabemos que o pib do estado de pernambuco é o maior do nordeste o estado cresce de vento em polpa más as polícias são esquecidas pelo governo aumenta a carga de trabalho e dinheiro que é bom nada estamos nas ruas todos os dias defendendo a sociedade ipócrita que não vê o nosso trabalho com bons olhos nós não queremos meta governador, EDUARDO CAMPOS queremos respeito COM A SEGURANÇA DO SEU ESTADO. REAJUSTE NOSSOS SALÁRIOS do contrario iremos fazer corpo mole.

  10. Enquanto não existir um interesse do governo federal não se fara justiça quanto aos salários pagos às policias de todo pais, pois a uma diferença muito grande entre os estados e o serviço executados por todos é o mesmo. muito injusto isso, mas parabéns governo de santa catarina, por reconhecer os valores da policia militar de seu estado

  11. SERÁ ESTA REALIDADE PARA OS SERVIDORES PÚBLICO DA SEGURANÇA? MUITO BOM SE FOR REAL…! POIS NÃO É FÁCIL O SERVIÇO DA SEGURANÇAQUE TEM O PEITO COMO ESCUDO, LUTAR,LUTAR CONTRA UM TUDO E UM TODO DESSA SOCIEDADE CORRUPTA QUE SÓ SABE EXPLORAR…UM PAÍS QUE O DIREITO TEM QUE FAZER VALER.SE ESSA PROPOSTA FOR REAL,(REAL SE FOR ACREDITAR) JÁ VEM TARDE,MUITO TARDE…QUANDO OS GOVERNANTES QUEREM TUDO É RESOLVIDO…ENTÃO SÓ RESTA ESPERAR.

  12. Eu não sei por que essa descriminação salário entre os militares do Brasil, vejamos senhores governantes O salário mínimo antigamente era diferenciados entre os estados do Nordeste e do sul e outras regiões e quando se cogitou um salário único foi essa mesma choradeira dos governante das regiões que pagava o abaixo do mínimo, e hoje estão todos ganhando o mesmo mínimo em todo o Brasil e ninguem faliu e nenhum Estado quebrou..!

  13. EU CREIO QUE NO NOSSO ESTADO VAI ACONTECER ESSA BENÇÃO PARABÉNS PARA TODOS OS PMS DA PMSC DEUS CONTINUI ABENÇOANDO E PROTEJENDO TODOS VCS ABS PMPB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s