PMMT: Nova lei possibilita promoção de 652 policias militares.

1486685_692456964151086_852740276_n

DANA CAMPOS
Assessoria/PM-MT

A Polícia Militar de Mato Grosso, realiza nessa segunda-feira (21-4), a formatura de promoção de 652 policiais, sendo 527 praças e 125 oficias. A data faz alusão ao ‘Dia de Tiradentes’, considerado patrono das Polícias do Brasil. A solenidade será às 19 horas, no Quartel do Comando Geral da PM, na Avenida do CPA, em Cuiabá.

Além de tradicional dentro do meio militar, este ano a data simboliza uma mudança marcante a todos os policiais. Pois foram aprovadas no mês passado a Lei Ordinária nº 10.076, a qual regulamenta e objetiva todos os critérios e requisitos necessários para a promoção dos policiais militares. E, também, a Lei Complementar nº 529, que fixa o efetivo da Polícia Militar em 12.495 policiais.

As leis são resultado de um trabalho intenso, realizado em parceria entre o Governo do Estado – por meio da Polícia Militar, Casa Militar, Corpo de Bombeiros Militar – e as Associações de Praças e Oficiais Militares.

De acordo com o comandante geral da PM, coronel Nerci Adriano Denardi, “esse grande montante de policiais promovidos é devido ao gargalo que existia na corporação, de pessoas que aguardavam na fila pela promoção”. Como, por exemplo, a tenente coronel Zózima Dias dos Santos, três anos à espera. A última mulher promovida foi a coronel Lilian Tereza Vieira de Lima, em 2011.

Para a tenente coronel Zózima, “essa data representa para mim uma vitória dupla. Primeiro, no cunho pessoal. Pois consegui chegar ao posto máximo da PM por merecimento. E, em segundo, de cunho profissional, pois significa uma vitória das mulheres, mostra que o comando busca valorizar a mulher dentro da instituição”. Um dos postos ocupados pela tenente coronel foi de coordenadora do programa Rede Cidadã e diretora adjunta de Ensino, Instrução e Pesquisa (Deip).

Segundo o diretor adjunto de Gestão de Pessoas da PM, que foi coordenador do grupo de trabalho à instituição, tenente coronel Alessandro Ferreira da Silva, “o grupo foi criado no ano passado e tinha como propósito fazer todo estudo, pesquisa e análise de dados para a elaboração dos critérios para promoção, que se tornaram mais objetivos, e também para a fixação de um efetivo adequado, que atendesse as necessidades regionais, econômicas e sociais do nosso Estado”.

Conforme o tenente coronel Alessandro, com o apoio das associações e o diálogo claro e conciso existente com comando da PM, foi possível acelerar o processo e encaminhar junto à Assembleia Legislativa para aprovação e posterior sanção do Governo do Estado.

Para o comandante geral da PM, “fazer parte de mudança tão importante para a instituição é uma honra. É uma satisfação poder viver esse momento, em que policial se torna ainda mais valorizado e que agora tem total segurança que terá uma progressão justa e necessária dentro de sua carreira militar”.

“Hoje, qualquer cidadão que ingressar na Polícia Militar sabe exatamente o tempo que terá para conquistar sua primeira promoção. Além disso, o cidadão que entrar como soldado na PM, que é uma das formas de entrar para PM, e que manter um ritmo de estudo, de melhoramento e evolução profissional, tem a possibilidade de alcançar o posto de tenente-coronel, que antes da lei era muito difícil, diante da realidade que existia”, ressalva coronel Denardi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s